terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Megaupload foi fechado por pirataria ou por interesses piores?

Há uma semana, na quinta-feira, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos derrubou os servidores do Megaupload e determinou a prisão de seu fundador, Kim Dotcom. Desde então, as coisas estão feias para quem trabalha com armazenamento digital. Vários sites menores têm alterado drasticamente seus modelos de negócios.

No entanto, ontem surgiu uma nova teoria, indicando que a morte do Megaupload tinha menos a ver com pirataria do que se pensava. Essa teoria resulta de um artigo publicado em 2011, que detalhava alguns serviços ainda não lançados pelo Megaupload, incluindo uma loja de música, chamada Megabox, e um serviço de distribuição de músicas que romperia definitivamente os laços que ligavam os artistas à indústria do entretenimento.

Isso foi relatado pela primeira vez no início de dezembro pelo site TorrentFreak, quando o Megabox ainda estava em estágio beta, mas já com apoio de parceiros como 7digital, Gracenote, Rovi e Amazon. O Megaupload lançou um vídeo anti-pirataria estrelado por seu dono e apoiado por artistas consagrados, enquanto travava uma batalha com associações estados unidenses de proteção de direitos autorais, tais como a RIAA e a MPAA. Também havia acabado de processar a Universal Music Group por bloquear injustamente a campanha lançada no Youtube pelo Megaupload. Portanto, o lançamento do Megabox pode ter sido apenas a gota d'agua.

Dotcom descrevia o Megabox como a arma do Megaupload para concorrer com o iTunes, e que eventualmente poderia oferecer filmes premium gratuitos através do Megamovie, um site que seria lançado pelo grupo em 2012. Este serviço transformaria o Megaupload, que deixaria de ser um mero local para armazenamento de conteúdo digital para tornar-se um concorrente de respeito, capaz de ameaçar toda a indústria do entretenimento.

O Megabox trabalharia com artistas sem contrato com gravadoras ou estúdios, permitindo que qualquer um pudesse comercializar suas próprias criações, ao mesmo tempo em que oferecia a eles 90% dos ganhos. Os artistas poderiam até mesmo optar por oferecer seus trabalhos gratuitamente e, neste caso, seriam pagos através de um serviço chamado Megakey. "Sim, é isso mesmo, vamos pagar os artistas, mesmo pelos downloads gratuitos. O modelo de negócios do Megakey foi testado com mais de um milhão de usuários e funciona", disse Kim Dotcom ao TorrentFreak, em dezembro. O Megabox faria isso ignorando as gravadoras, a RIAA e toda a indústria musical estabelecida.

O Megaupload era provavelmente grande o suficiente para sair vitorioso. Antes de seu fechamento, foi estimado como o 13º site mais visitado do mundo, espondendo por 4% de todo o tráfego da internet, em todo o planeta. Possuia 180 milhões de usuários registrados, e mais de 50 milhões de pessoas utilizavam seus serviços diariamente. Além disso, era um serviço aparentemente confiável para os artistas distribuirem seus trabalhos. O Megabox teria sua popularidade monetizada, repassando a maior parte dos lucros para os artistas.

"Você pode esperar vários anúncios do Megabox no próximo ano, incluindo acordos de exclusividade com os artistas, que estão ansiosos para se afastarem de modelos ultrapassados de negócios", disse Dotcom no ano passado. Mas isso provavelmente não vai acontecer. Kim Dotcom e vários outros executivos do Megaupload estão agora aguardando julgamento por acusações diversas, incluindo extorsão, lavagem de dinheiro e várias acusações de pirataria. Parece que, como Icarus, voaram muito perto do sol. Eles simplesmente tentaram bater de frente com toda a indústria do entretenimento, assumindo seus negócios com uma proposta inovadora e vantajosa para os artistas. Agora estão na cadeia!

Whiplash

Geld allein macht nicht glücklich. Der Porsche 911.


Mark Skaife explains 2013 V8 Supercar vehicle characteristics


Uma frase



"Seria injustiça e burrice impor ao meu público que pague mais de 25 reais para me ouvir."
Gaby Amarantos, a "Beyoncé brasileira"

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Volkswagen adquire a totalidade da Porsche


De acordo com uma fonte da Bloomberg e a revista alemã Der Spiegel, a Volkswagen comprou os 50,1% das ações que ainda pertenciam aos acionistas da Porsche Automobile Holding SE, tornando-se a única proprietária da marca de Stuttgart. Segundo rumores, a empresa de Wolfsburg desembolsou cerca de 3,9 bilhões de euros para realizar a transação.

Acionistas da Volkswagen que não quiseram se identificar disseram que, se concluir as negociações com a Porsche antes de 2014, a Volkswagen terá de pagar cerca de um bilhão de euros em taxas, além de ter que manter a fábrica de Stuttgart independente, para diminuir quaisquer resistências internas em sua diretoria. A VW não deseja pagar todo esse valor em impostos. Uma das maneiras mais viáveis para impedir que isso aconteça é criar uma sociedade gestora para comprar e manter as ações da Porsche.

Com a criação da sociedade, a maior montadora da Europa também conseguiria conceder a independência tão cobiçada pela Porsche, dando à empresa controle total sobre seus investimentos e lançamentos de novos modelos. Vale lembrar que, em 2008, a Porsche tentou comprar a Volkswagen, mas a tentativa fracassou. Ironicamente, foi a própria VW que acabou salvando a montadora de carros esportivos da falência.

Originalmente, ambas as as companhias tinham a intenção de se juntarem, em 2009, antes da Porsche acumular dez bilhões de euros em dívidas. Com isso, a Volkswagen adquiriu 49,9% da Porsche para salvá-la da bancarrota. "É evidente que ambas as empresas estão interessadas em selar o acordo de integração. Assim que tivermos novidades sobre o negócio, comunicaremos", despistou a porta-voz da Volkswagen, Christine Ritz, em entrevista ao Bloomberg.

Colleziona i nuovi modellini Ferrari programmabili. Shell. Il massimo di ogni goccia. (With Kimi Raikkonen and Giancarlo Fisichella)


Kimi: Not bad.
Giancarlo: Ah, Okay, but my one is very nice.
Kimi: Yeah, my one is still faster.
Giancarlo: My one is nicer.
Kimi: My one is faster.
Giancarlo: Nicer.
Kimi: Faster.
Giancarlo: Nicer.

1971 Eyesore Racing Datsun 510 vs. 2011 Nissan Juke


Raul Seixas explicando "Gita" em show


domingo, 29 de janeiro de 2012

2012 Rolex 24 at Daytona Highlights


Intro




2012 Porsche 911 Carrera S Pace Car Onboard




Fireworks




Start




Patrick Dempsey Spin




Steven Kane Clutch Problems




Justin Bell Gets Spun




Leh Keen Goes Off




Alex Gurney Talks About Leading First Laps




Daytona McMurray Rojas Contact




Rick Johnson Collects DP Car




Patrick Dempsey Interview




4-Way Lead Battle




Gavin Ryan Dalziel Lead Battle




Mazda RX-8 Onboard




Brian Johnson Interview




4-Wide during lead battle Alan McNish vs Oswaldo Negri Jr.




Incredible Lead Battle Alan McNish vs. AJ Allmendinger




Finish! Michael Shank Racing Wins!




GT Winner Press Conference




DP Winner Press Conference


Fiat Palio 1.8R. Now with 115 HP. He got stronger.


Surviving a Demolition Derby


"Batman: The Dark Knight Rises" Official Movie Trailer


"Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge" finaliza a trilogia épica que teve "Batman: O Começo" e "Batman: O Cavaleiro das Trevas", todos dirigidos por Christopher Nolan.

O longa continuará tendo Christian Bale no papel principal. Batman é perseguido pela lei, sendo acusado de ter assassinado Harvey Dent, o "Duas-Caras" (Aaron Eckhart). O herói terá de enfrentar o vilão Bane (Tom Hardy), que libertou perigosos bandidos das prisões de Gotham City, além de descobrir os segredos da enigmática Selina Kyle, a "Mulher-Gato" (Anne Hathaway).

No filme, estarão o Comissário Gordon (Gary Oldman), e Lucius Fox (Morgan Freeman), o CEO da Wayne Enterprises, Miranda Tate (Marion Cotillard), diretora da empresa Wayne, e o policial John Blake (Joseph Gordon-Levitt).

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Race Of Champions 2011 - Michael Schumacher - Euro Racecar - Onboard


Ford Ka. A cara do novo.


Koenigsegg Agera R - Robert Serwanski - Onboard - 0-322-0 km/h and 0-200-0 mph: GPS-verified


A fábrica sueca de supercarros Koenigsegg registrou um recorde oficial para o Guinness Book para uma aceleração de zero a 300 km/h e imediata frenagem até parar. O feito foi realizado no Aeroporto de Ängelholm, Suécia, em dois de setembro de 2011, as 12:08, com um Koenigsegg Agera R original, sem quaisquer modificações.

Os números de performance registrados:

0-300 km/h: 14,53 segundos
0-320 km/h: 17,68 segundos
300-0 km/h: 6,66 segundos
320-0 km/h: 7,28 segundos
0-300-0 km/h: 21,19 segundos
0-320-0 km/h: 24,96 segundos


Dados metereológicos: vento fraco e lateral, sem afetar a performance do veículo. Tempo parcialmente nublado. Pista completamente plana, sem inclinações.

Heading da pista: 40°
Direção do vento: 290°
Velocidade do vento: 9 kts
Temp: 15,4 °C
Pressão atmosférica: 1015 HPA


O Koenigsegg Agera R possui um motor 5.0 V8 biturbo que produz 1.114 CV de potência e 122 kgfm de torque, é tracionado por uma transmissão de dupla embreagem com sete marchas, o que habilita o carro de 1.330 kg a alcançar mais de 390 km/h de velocidade. Os freios são compostos por discos de cerâmica ventilados de 15,6 polegadas na dianteira, com pinças de seis pistões, e discos de 15 polegadas e pinças de quatro pistões na traseira. O consumo de combustível é de 14,7 l/100 km, com emissões de CO2 de 310 g/km.

Christian von Koenigsegg relatou em um press release: "Tínhamos muitas esperanças quando decidimos tentar este recorde. O resultado final foi espetacular. Este é o quarto recorde no Guinness da Koenigsegg desde 2003, e mostra nosso contínuo trabalho em construir hipercarros que superam expectativas."

Lamborghini Aventador vs. Mercedes-Benz SLS AMG vs. Porsche 911 GT2 RS


quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

2012 Pirelli Calendar


Desde 1964, a Pirelli surpreende o mundo com seu calendário que mistura paisagens deslumbrantes com mulheres de igual beleza. Mesmo nos tempos atuais, do "politicamente correto", a nudez artística sempre está presente nas imagens do trabalho dos fotógrafos.

Como é de costume, o calendário não está disponível à venda, apenas é oferecido como presente ou na forma de brinde a clientes VIP. As modelos presentes nas fotografias são Kate Moss, Milla Jovovich, Isabeli Fontana, Natasha Poly, Saskia de Brauw, Lara Stone, Joan Smalls, Guinevere van Seenus, Malgosia Bela, Edita Vilkevicute, Margareth Made, e Rinko Kikuchi.

Where cars are a passion, the fuel is Shell.


Top Gear UK vs. Top Gear Australia




Jeremy Clarkson, James May e Richard Hammond desafiaram Shane Jacobson, Steve Pizzati e Ewen Page numa série de provas automobilísticas, como uma disputa de drift, um estágio de rali, a condução de um rebanho de ovelhas com motocicletas, e uma corrida com carros de dois andares (!), onde são necessários dois pilotos, um, no andar de baixo, que somente acelera e freia, enquanto que o de cima apenas controla o volante, e como se não fosse o bastante, alguns ainda tiveram de andar de cabeça para baixo!

Ainda por cima, os britânicos deram um jeito de deixar a disputa um pouco favorecida para o lado deles...

Panda Pees in Sleeping Pandas Face Then Laughs About it! Ugh, panda frats are the worst.


terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Ferrari F1 Simulator: 6 milhões de dólares!


Isto que você está vendo na imagem não é uma nave espacial, nem um veículo lunar ou outro artefato interplanetário. Trata-se do simulador criado pela Ferrari para a temporada de 2010, que custou 5 milhões de euros à equipe italiana. Este não é o simulador powered by rFactor Pro, que custa "apenas" 350 mil euros e é construído apenas a clientes muito especiais.

Este simulador é o resultado de um corte de custos na Fórmula 1, com a eliminação da maioria dos testes. Em qualquer caso, a simulação já se tornou uma parte das corridas, já que Sébastien Buemi conseguiu a vaga de piloto reserva na Red Bull Racing, por causa de suas habilidades no simulador da equipe dos energéticos da latinha azul. Além disso, Lucas Ordoñez, Jordan Tresson, Bryan Heitkotter e Jann Mardenborough, o quarteto de vencedores da GT Academy, que usou o Gran Turismo 5, conseguiu um pódio na edição 2012 das 24 Horas de Dubai.

Estar em um simulador totalmente profissional não é tarefa fácil, já que Luca Badoer e Michael Schumacher não foram capazes porque eles sentiram náuseas, por causa dos movimentos que o sistema hidráulico gera no habitáculo.

Dentro do simulador, que se ergue e fica suspenso quase cinco metros acima do solo, há um Ferrari F150 2010, só que sem motor e rodas. Há enorme um sistema de som e telas 3D de alta definição que produzem 180 graus de projeção.

Ford Versailles. Estilo e personalidade.


McLaren MP4-12C vs. Ferrari 458 Italia


Ferrari 458 Italia: 200 MPH at Autobahn


segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Wrooom 2012


Fernando Alonso, Felipe Massa, Giancarlo Fisichella, Marc Gené, Alessio "Uccio" Salucci e Valentino Rossi disputaram duas corridas no gelo de Madonna di Campiglio. A primeira, de kart, e a outra, de Fiat 500.

Moeda forte é moeda que não desvaloriza. Como um Volkswagen.


8 passos para montar seu time vencedor no marketing digital

Retorno com marketing digital, seja ele traduzido em novos contatos de negócios, vendas diretas ou fortalecimento da marca, não depende de trabalhos isolados, mas de planejamento, ações integradas e constante aprimoramento. É como no futebol. Jogadas de efeito, lances individuais e belos gols podem ajudar a ganhar uma partida, mas só um "padrão de jogo" que garanta consistência da defesa, meio de campo e ataque permitirá ao time conquistar vitórias ao longo do campeonato e brigar pelo título.

Para disputar o "campeonato" da internet, seu time de marketing digital também precisa estar bem preparado em três compartimentos: Propaganda e publicidade, conteúdo relevante, monitoramento e análise dos indicadores de desempenho. Todos precisam trabalhar de forma coordenada para seu time marcar gols e evitar sofrê-los.

Propaganda e promoções compõem o ataque, atraindo potenciais clientes. O conteúdo relevante faz o meio campo, cadenciando o jogo e direcionando os clientes para onde mais interessa (contatos, vendas etc.). A defesa é o monitoramento, que vai permitir fazer eventuais correções para melhorar a pontaria do ataque e evitar que o time sofra gols.

É necessário também um bom campo, no caso o seu website. Ele deve ser desenvolvido para facilitar o andamento do jogo, permitindo a você maior controle sobre as ações do seu time. Ter um bom site é como ter o mando de campo.

Como muito bem definiu o técnico de futebol Tite, resultado é consequência de performance.

A seguir, estão oito recomendações para ajudar você a definir o padrão de jogo e garantir a melhor performance para o seu time. São baseadas nos 8Ps do marketing digital, um método criado para auxiliar as empresas a desenvolver o planejamento de marketing digital, desde a definição do público-alvo até o monitoramento, formando um ciclo de aprimoramento e evolução contínua. Todos os detalhes sobre como montar um time vencedor estão no livro "Os 8Ps do Marketing Digital", do "craque" professor Conrado Adolpho.

Pesquisa: Defina o seu público-alvo, o perfil do consumidor/cliente a quem será direcionado o trabalho de comunicação, relacionamento, publicidade e venda.

Planejamento: Formalize tudo. Planejamento, ações, formas de execução, monitoramento e estrutura da equipe responsável em um documento detalhado, que servirá para direcionar o trabalho tanto em relação ao plano geral como para cada um dos responsáveis pela execução. Assim, todos terão uma visão mais clara sobre seu papel e responsabilidades no processo.

Produção: Transforme seu website em uma ferramenta de negócios e não simplesmente em um cartão de visitas. Para isso, é necessário desenvolver uma "arquitetura" que facilite o seu potencial cliente a encontrar as informações que procura, ao mesmo tempo em que o direciona a agir: entrar em contato diretamente, assinar uma newsletter, preencher um formulário, comprar.

Publicação: Crie conteúdo (textos, imagens, vídeos etc) de relevância para o seu público-alvo no site. Essa é a chave para atrair o interesse não só pelo seu site, mas também pelo que sua empresa tem a oferecer.

Promoção: O site está fácil de navegar, com conteúdo relevante? Agora falta divulgar tudo isso para seus clientes em potencial. Há várias formas de promover sua empresa na internet, mas tenha como ponto de partida transformá-lo em referência sobre seu ramo de negócio nas pesquisas do Google.

Propagação: Uma forte característica da internet é o seu poder de rápida disseminação, principalmente por causa da influência das redes sociais. Use isso a seu favor, desenvolvendo campanhas com alto poder de "viralização".

Personalização: Cada cliente ou consumidor em potencial que se cadastra em seu site deixando seu e-mail ou outras formas de contato vale ouro, pois significa que ele consentiu em manter contato com sua empresa. Aproveite essa oportunidade para manter o relacionamento, segmentando os diferentes perfis por grupos de interesses, enviando conteúdo de relevância de acordo com as necessidades de cada um.

Precisão: A internet dispõe de diversas ferramentas para monitoramento dos resultados de marketing digital. O Google Analytics, por exemplo, permite várias formas de analisar as visitas ao seu site, inclusive com o ROI (retorno sobre investimentos). Faça uso desses recursos, estabelecendo os indicadores que lhe permitam acompanhar as características de desempenho mais importantes.

iMasters

Project CARS - Radical SR8 - Bathurst - Work In Progress


domingo, 22 de janeiro de 2012

sábado, 21 de janeiro de 2012

Veja uma réplica de AC Cobra capotar a mais de 200 km/h!


E o mais impressionante: o piloto saiu caminhando dos destroços! Isto aconteceu no Willow Springs Raceway. Enquanto percorria uma reta, antes de chegar a um ponto de freada, aparentemente, uma peça da suspensão traseira quebrou. Isto fez o Cobra sair da pista, rodar e capotar várias vezes, durante 150 metros.

Apesar do carro não ter cintos de segurança de competição, gaiola de proteção nem um HANS Device, vários objetos que estavam no carro se espalharem para fora do habitáculo, e o cinto de segurança estar instalado em uma posição muito elevada e estar bastante frouxo, o piloto teve muita sorte de sair dali com pouquíssimas escoriações. Ele sofreu apenas ferimentos leves nas costelas e no joelho esquerdo.

1986 Chevrolet Camaro IROC-Z. Heartbeat of America.


Lotus: 9 Days In Summer


O documentário "Nine Days in Summer" é o registro definitivo do desenvolvimento de um icônico carro de corrida e de um motor pulverizador de recordes. Colin Chapman e Keith Duckworth uniram-se para produzir o lendário Lotus 49, com o fabuloso motor Ford DFV, que se tornou o motor mais vitorioso da história da Fórmula 1.

O Lotus 49 venceu na estreia da temporada 1967, chegando na frente em mais três oportunidades naquele ano. Itroduzido por Simon Taylor, especialista no esporte a motor, "Nine Days in Summer" traz inúmeros detalhes da construção do carro e de suas conquistas, além de imagens de nove Grandes Prêmios, das oficinas da Cosworth e da Lotus, de Chapman, Duckworth, Jim Clark e Graham Hill.

Sunrise belongs to moderate drinkers. Heineken. Open your world.


sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Novo Uno para as crianças


A linha Fiat Toys, que cria produtos inspirados nos carros vendidos pela marca, lançou o Uni Duni Baby, um Novo Uno para crianças acima de dois anos. O produto é fabricado pela Grow. O brinquedo emite sons de buzinas, motor e alarme, além de ter rodas livres. Ele é feito de vinil e pintado nas cores azul, laranja e amarelo.

"O Uni Duni Baby é mais um produto que lançamos com o objetivo de estabelecer uma comunicação lúdica, aproximando a Fiat das famílias e das crianças. O carrinho entretém e leva aos pequenos uma alegria de gente grande", disse Rosália Andrade, coordenadora da Fiat Toys.

O Uni Duni Baby está à venda na loja virtual da grife Fiat Fashion, e em lojas de brinquedos espalhadas pelo país, por 70 reais.

Shell. Algo mais em sua vida. (Com Os Mutantes)


Chevrolet Aerovette


O Aerovette foi criado pela Chevrolet, na época, uma divisão da General Motors, sob o nome "Experimental Project 882" (XP-882). Seu motor V8 ficava transversalmente instalado no centro do veículo. Em 1969, os engenheiros da Zora Arkus-Duntov construíram duas unidades, mas John DeLorean, diretor da Chevrolet, cancelou o projeto, pois era custoso e impraticável.

No entanto, quando a Ford anunciou seus planos de vender o De Tomaso Pantera nas concessionárias Lincoln-Mercury, DeLorean comprou um dos XP-882 para exibi-lo no Salão do Automóvel de Nova Iorque de 1970. Em 1972, John autorizou a continuidade do projeto, sob um novo código, XP-895, com carroceria em alumínio, por isso foi chamado de "Reynolds Aluminum Car".

Dois motores Chevrolet Vega 2-rotor engines foram unidos, tornando-os um único 4-rotor, com 420 CV de potência, para equipá-lo no XP-895 e mostrá-lo em 1973. Outro Corvette carro-conceito, o XP-897GT, também apareceu no mesmo ano, mas usando um motor 2-rotor. Entretanto, com a crise energética que surgiu na época, a General Motors cancelou todos os seus projetos envolvendo carros impulsionados por motores Wankel. O XP-897GT 2-rotor Concept foi vendido a Tom Falconer, que, em 1997, colocou um motor Mazda 13B no veículo.

Em 1997, o motor 4-rotor foi substituído por um Chevy V-8 de 6.600 cm³ de cilindrada, e, finalmente, recebeu o nome "Aerovette", e foi aprovado para produção, em 1980, mas com motor de 5.700 cm³. O carro tinha portas no estilo "asa de gaivota" e seu preço ficava entre 15 e 18 mil dólares.

Entretanto, depois que Duntov, Bill Mitchell e Ed Cole saíram da General Motors, David R. McLellan decidiu que um carro com motor dianteiro ou central seria mais econômico de produzir e teria melhor performance, e, com isso cancelou o projeto do Aerovette. As vendas de carros importados com motor central da época eram fracas nos Estados Unidos, em comparação do Datsun 240Z, o que determinou o encerramento dos planos de produção em série do Aerovette.

As mídias sociais estão mudando seu cérebro para sempre

As redes sociais estão cada vez mais fazendo parte de nossas vidas. Cientistas acreditam que é inevitável que interagir nesses sites interferem na forma como nosso cérebro funciona, tanto individualmente quanto coletivamente.

De acordo com os pesquisadores, as mensagens curtas do Twitter, com até 140 caracteres, afetaram a forma como enviamos e recebemos informações. E nossa paciência para prestar atenção em algo ou mesmo assistir a vídeos online também está encurtando, ao mesmo tempo que muitos links do YouTube são compartilhados entre os internautas.

Não se pode culpar as redes sociais por todo o imediatismo do mundo atual, mas os estudos sobre o impacto desses canais são frequentes, e os pesquisadores querem entender a maneira como nossas mentes estão absorvendo essas mudanças.

O infográfico abaixo, produzido pela Assisted Living Today, direciona o olhar para isso. Cientistas afirmam que o cérebro está em constantes mudanças e adaptações, de acordo com as nossas experiências. Cinco horas diárias de internet já bastam para você sentir as consequências dessa mudança de vida.
Infographic: How Social Media is Ruining Our Minds
Olhar Digital

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Uma imagem

Dani Sordo - MINI Countryman - 2012 Monte Carlo

Dani Sordo - MINI Countryman - 2012 Monte Carlo

Dani Sordo finding the apex...

Petrobras. O sonho de consumo de todo carro.


Como funciona o conversor de torque


O conversor de torque é um dispositivo usado para transferir a força de rotação de um elemento motriz (motor térmico, elétrico, etc.) para um eixo de carga (ou movido). O conversor de torque é um tipo de modifição do sistema de fluido de acoplamento (embreagem hidráulica) e é comumente usado em automóveis de transmissão automática em substituição à embreagem manual, por fricção.

É composto por três elementos: bomba, estator e turbina. A bomba é permanentemente conectada ao motor. O estator é a parte fixa, responsável por direcionar o fluxo do fluido. A turbina é a parte móvel, permanentemente conectada à caixa de velocidades. Não existe contato entre a bomba e a turbina.

Já ouviram falar de "Air Guitar"?



Pois é... isso é "Air Taekwondo"!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Como funciona o sistema de controle de altura da Fórmula 1


Em uma Fórmula 1 cada vez mais aerodinâmica, em que pouco pode se mexer na mecânica, as equipes direcionam seus esforços para buscar alternativas para aproveitar melhor o fluxo de ar ao redor da carroceria e aerofólios. E o que deu o que falar nos bastidores da Fórmula 1, na semana passada, foi o sistema criado pela Lotus.

O sistema de controle de altura do carro em relação ao solo, chamado por enquanto de reactive ride-height control system, funciona minimizando o deslocamento dos amortecedores dianteiros durante a frenagem, impedindo que a força gravitacional empurre o carro para baixo, diminuindo sua altura em relação ao solo.

O sistema de suspensão de um Fórmula 1 é explicado na imagem abaixo. Cada amortecedor dianteiro se localiza na parte central do monocoque (5), e é ativado pela barra (3), que fica entre as balanças (1) e (2) da suspensão, está presa no cubo da roda, e atua como se fosse uma alavanca, empurrando o conjunto amortecedor-mola.

O sistema de controle de altura, no momento da frenagem, através de um sistema hidráulico, move a barra que aciona os amortecedores no ponto onde é fixa no cubo da roda, alterando a pressão sobre o amortecedor, e consequentemente, variando instantaneamente a altura do carro em relação ao solo.

O sistema é ilegal? Não, pois não atua diretamente sobre nenhum dispositivo aerodinâmico, nem na carroceria, não podendo ser interpretado como um dispositivo aerodinâmico móvel, ele apenas atua sobre o sistema de suspensão.

Quais as vantagens deste sistema? É possível regular a intensidade com o que o sistema de controle de altura atua, podendo-se definir o "ângulo de ataque" da asa dianteira durante a frenagem, maximizando o aproveitamento do arrasto aerodinâmico. Além disso, pode melhorar as acelerações em saídas de curva, pois a suspensão deixaria de "cavalgar" e se manteria mais nivelada, diminuindo o deslocamento da carroceria.
Reactive Ride Height system © Formula1.com
Outro ponto forte deste sistema seria a melhoria imediata no comportamento e desgaste dos pneus dianteiros no momento da frenagem e entrada de curva, resultando em melhor desempenho do composto.

Hands-free parking system. Available on the Volkswagen Tiguan.


Chris Harris drives 2012 Porsche 911


Drive sober or get pulled over.


U.S. Transportation Secretary Ray LaHood Announces "Drive Sober or Get Pulled Over" Crackdown on Drunk Driving

New Research Shows Major Drop in Drunk Driving Fatalities in Many States

WASHINGTON, DC – U.S. Transportation Secretary Ray LaHood today kicked off a nationwide crackdown on drunk driving coinciding with the 2011 winter holiday season. New data show drunk driving deaths declined in 2010 in many parts of the country. However, the data also show that fatalities from alcohol-impaired driving crashes continue to account for one in three deaths on American roadways each year.

"Safety is our focus year round at DOT. But this holiday season, we're stepping up our efforts to get drunk drivers off our roads and reminding Americans 'drive sober, or get pulled over,'" said Secretary LaHood. "We're making gains in our fight against drunk driving, but we cannot and will not let up."

New state-by-state data for 2010 released by the Department of Transportation's National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA) show a decline in drunk driving fatalities in 32 states, the District of Columbia, and Puerto Rico. Compared with 2009, California and Florida saw the largest reductions-with each declining by more than 100 fatalities last year.

All 50 states and the District of Columbia have outlawed driving with a blood alcohol concentration (BAC) of .08 or higher. Yet NHTSA data show that last year, 10,228 people were killed in alcohol-impaired driving crashes, including 415 during the second half of December alone.

The education and enforcement effort is the latest push in the Department's "Drive Sober or Get Pulled Over" campaign involving thousands of law enforcement agencies across the country. The winter holiday enforcement crackdown is supported by a $7 million national Drive Sober or Get Pulled Over advertisement campaign that runs from December 16 through January 2. The ads, which first premiered this past summer, feature "invisible" law enforcement officers observing alcohol-impaired individuals and then apprehending them when they attempt to drive their vehicles. The ads are designed to raise awareness and support law enforcement activities in every state. They convey the message that law enforcement officers are vigilant in deterring drunk drivers.

"Thanks to the hard work of law enforcement and safety advocates and the incredible commitment of organizations like Mothers Against Drunk Driving, we are making real progress in reducing drunk driving deaths," said NHTSA Administrator David Strickland. "Our message to drivers is clear: if you decide to drink, find a safe and sober ride home or you will be pulled over."

Secretary LaHood and NHTSA Administrator Strickland were joined for today's announcement by Virginia law enforcement officials and Jan Withers, National President of Mothers Against Drunk Driving (MADD).

"The data clearly show that while drunk driving remains the primary threat to American families on our roadways, we have a path to progress," said Withers. "Increased enforcement efforts around the holidays are a vital part of MADD's Campaign to Eliminate Drunk Driving®, which relies on proven drunk driving countermeasures to eliminate the leading cause of highway fatalities."

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

SOPA para o rico

Lembro-me quando ainda lia jornal que alguns governos municipais no interior de São Paulo, num ato de pseudo-bondade, distribuíam nas frias noites de inverno pratos de sopa aos sem-teto para amenizar o sofrimento daqueles que não tinham nem onde caírem duros por causa da temperatura. De lá para cá não tenho mais notícias desses benevolentes atos. Como o tempo foi passando e somente vez ou outra leio jornal, permitindo me alienar dos constantes casos de corrupção de nosso país que devem inclusive chegar à sopa, pouco posso dizer sobre isso.

E a história volta à tona. No outro hemisfério, lá nas terras da águia, também existem alguns que precisam da sopa pois podem morrer de fome e frio nas noites de inverno. Mas o comparativo e a jocosidade pára por aqui, pois aqueles aos quais me refiro, juntos, possuem nada menos que 14 bilhões e meio de dólares em suas contas pessoais. Não, você não leu errado e tampouco me enganei. São quatorze bilhões e meio de dólares que poderiam dar sopa para todas as pessoas do mundo pelo menos quatro vezes.

Estes mesmos senhores desejam que o governo americano vote a favor do SOPA, Stop Online Piracy Act (Lei de Combate a Pirataria Online), que nada mais é que uma lei que permitiria a uma empresa, organização ou detentora de direitos autorais de filmes e músicas (principalmente estes), mandar fechar qualquer website simplesmente por achar que o site está infringindo seu direito autoral, seja porque contém o conteúdo na íntegra, porque contém parte dele ou simplesmente porque contém um link para o conteúdo. Para entender mais facilmente, veja o exemplo: a Warner & Brothers produz um seriado que gosto muito chamado Two And a Half Men. Num artigo como este, crio um link para o site da Warner simplesmente citando o referido seriado, nada mais que isso. Pelo SOPA, eu poderia estar infringindo os direitos autorais da Warner, ser preso por até cinco anos, pagar multa, ter meu site suspenso e assim por diante.

Mas isso é coisa de louco, não? Pode até ser mas a loucura não pára por aí. A mesma lei prevê medidas restritivas de comércio com os infringidores da lei e filtros para os sites que infringem copyrights. De novo, resumindo, se o Google tem (e tem) links para os mesmo seriado, a Warner pode bloquear ou filtrar o Google tirando-o do ar, além de outras empresas serem proibidas de fazer negócio com o eles porque ele indexa estes links para o seriado.

Você deve estar perguntando quem é o insano que propõe algo tão bizarro. A resposta é: um deputado americano e seus doze asseclas, mas que na verdade representam o lobby das gigantes gravadoras e estúdios de cinema que não sabendo se adaptar ao atual modelo da internet, preferem tentar enfiar pela goela algo tão absurdo como esta lei. Pior, podem conseguir.

Por quê?

Como sempre, dinheiro. Dizem eles que é para, dentre outras coisas, “criar empregos”, “dar segurança para os artistas” e “proteger a propriedade intelectual”. Um monte de balela para esconder os mais indecentes interesses que a fortuna a todo o custo. E como estão cansados de perder dinheiro para companhias que conseguiram se modificar ao longo do tempo diante dos novos desafios do mundo digital, agora precisam de uma forcinha do governo americano para reverter o quadro.

Mas quem são eles?

Não é a banda Metallica que está brava com a pirataria. Não é Charlie Sheen ou qualquer um dos integrantes do Two And a Half Men. Não é a Lady Gaga e tampouco o Justin Bieber. Quem está realmente interessado na lei (ou na sopa) são executivos do mundo do entretenimento mostrados na imagem a seguir.

Não muda nada para nós

Ledo engano meu caro. Muda e muda muito. O primeiro impacto é técnico, pois a lei obrigaria, como parte das sanções e/ou formas de coibir a pirataria, que sites com conteúdo sob copyright (que sejam míseros links), colocassem filtros em seus servidores de DNS. Se isso acontece, as pesquisas e/ou acessos aos servidores que fazem a tradução de endereços web (www.seila.com) para os endereços IP começarão a falhar em todo o mundo, gerando um caos comparável aos finais de sexta-feira da marginal Tietê, em São Paulo. Isso tudo sem contar com os problemas de segurança que tais filtros podem trazer.

E claro que existe o impacto psicológico sobre alguns expoentes do planalto central, ou seja, o perigo que algum de nosso inteligentes congressistas dê continuidade a cópia das grandes ideias americanas e proponha algo assim em nosso país (Azeredo, é você?), dando os mesmos poderes (ou similares) para as empresas tupiniquins.

Quem está contra?

Google, eBay, Facebook, Twitter, AOL, Wikipédia, Mozilla e uma enorme lista de todos aqueles que vêem na famigerada lei uma forma de coibir a liberdade das pessoas e modificar, de uma forma ou de outra, a internet como conhecemos hoje. Mas não somente essas empresas estão contra. Pessoas comuns, mas que se preocupam realmente com liberdade (não somente na web), também estão e, se não estão, deveriam estar preocupadas, pois quem sabe da próxima vez que estiver acessando a web, não será de uma prisão?

A seguir, cenas do próximo capítulo; melhor, do próximo prato de sopa. E se ainda não está convencido da importância deste tema, veja o vídeo abaixo.

iMasters

Ford Escort. Um carro sedutor.


2013 Porsche Boxster


Em setembro passado, o Porsche 911 Carrera iniciou uma nova geração de esportivos da marca de Stuttgart, construídos dentro do conceito moderno de baixo peso e maior eficiência energética. Agora, é a vez do Boxster, o roadster pequeno da fábrica de Stuttgart. Nesta quinta-feira (12), a montadora apresentou a nova geração do modelo, feita a partir da mesma receita aplicada ao 911, com estrutura em alumínio e tecnologias verdes.

O Porsche Boxster 2013 usa um novo chassi, feito de alumínio combinado a aços de alta e baixa resistências. No comunicado oficial, a Porsche explica que a estrutura está ligeiramente mais larga e com entre-eixos maior. Ao mesmo tempo, o conversível de dois lugares perdeu peso com a aplicação do alumínio e ganhou direção com assistência elétrica, mais leve e eficiente que a hidráulica, e que estreou no novo 911.

Esteticamente, o modelo não apresenta grandes alterações, apesar de contar com um redesenho dos faróis. As entradas de ar também foram redimensionadas, fato que confere ao esportivo uma semelhança com o Carrera GT. Na traseira, o destaque fica por conta do spoiler que desliza pelas lanternas, dando um tom mais moderno ao Boxster.

Internamente, o modelo preserva a tradição do luxo, com revestimento em Alcantara. Uma tela touchscreen de 7 polegadas permite controlar todas as funcionalidades do carro, incluindo o sistema de som e conectividades. Além disso, o console central é inspirado no Porsche Carrera GT.

O novo Boxster passa a ter o sistema Start/Stop, que desliga o motor em paradas curtas para economizar gasolina, outro componente adotado no 911 Carrera, e sistema de injeção direta de combustível, além de sistemas de recuperação de energia elétrica e gerenciamento térmico. O motor boxer de seis cilindros foi aprimorado. Na versão menos portente, o bloco foi reduzido de 2.9 para 2.7 litros e ganhou 10 CV de potência, gerando um total de 265 CV.

Tecnicamente, esse novo motor 2.7 boxer é baseado no bloco de 3.4 litros que equipa o Boxster S. A engenharia da Porsche também fez melhorias nesse propulsor, que ganhou 5 CV, e passa a produzir 315 CV de potência. Os dois blocos vêm acoplados ao conhecido câmbio manual de seis marchas, ou a transmissão automatizada com dupla embreagem e sete marchas PDK.

Os números divulgados pela fábrica indicam melhor desempenho e consumo com a transmissão automatizada PDK. Na versão base, o Boxster faz uma média cidade/estrada de 13 km/l, com aceleração de zero a 100 km/h em 5,7 segundos. Na versão S, o roadster entrega um consumo médio de 12,5 km/l e acelera da inércia aos 100 km/h em 5 segundos.

A nova geração do Porsche Boxster começa a ser vendida na Alemanha no meio de abril. Os preços já foram definidos: 48.219 euros para a versão de entrada e 59.120 euros para a versão S. Assim como no Porsche 911, o Boxster tem como opcional o pacote Sport Chrono, que é associado ao câmbio PDK, e inclui um sistema de bloqueio do diferencial, chamado Porsche Torque Vectoring.

Cientistas conseguem ouvir gravações de Graham Bell feitas em 1880


Alexander Graham Bell, além de inventar o telefone, também fez alguns testes de gravação de áudio em discos de cera, por volta de 1880. Esses cilindros estavam guardados em Washington, EUA, há mais de um século, e, até então, eram obsoletos e inaudíveis. Mas, com uma nova tecnologia, cientistas conseguiram recuperar essas gravações e reproduzi-las. São mais de 200 trechos de áudio do inventor.

Usando luz e câmeras 3D, a equipe conseguiu captar as ranhuras e criar um mapa em alta resolução do cilindro. Assim, usando uma nova tecnologia, que custou 1 milhão de dólares à Livraria do Congresso dos EUA, cientistas, curadores e jornalistas puderam ouvir a voz do inventor.

Para a curadora do Museu Nacional de História Americana, Carlene Stephens, as gravações "fazem os pelos na nuca se arrepiarem". Ela diz que "é o passado falando diretamente para nós de uma forma nunca antes ouvida", segundo o site da NBC. A curadora explica que as gravações ficaram em uma armário durante décadas, sendo virtualmente desconhecidas e silenciadas.

Entre as gravações, os cientistas puderam ouvir o famoso "ser ou não ser..." e diversos pedaços de Hamlet, obra de William Shakespeare. Em outro trecho, puderam ouvir uma contagem de um até seis, e até o que parece ser o som de desapontamento de Bell sobre alguma falha técnica do aparelho: "Mary tinha uma ovelha que era branca como a neve. Em qualquer lugar que Mary ia... ah não!".

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

O Impacto do PROTECT-IP/SOPA sobre a Internet


Diga ao congresso para não censurarem a Internet AGORA! fightforthefuture.org/pipa

O PROTECT-IP é um projeto de lei que foi iniciado no Senado e na Casa e está movendo rapidamente pelo Congresso. Ele dá ao governo e às empresas o poder de censurar a rede, em nome de proteger a "criatividade". A lei deixaria o governo ou empresas censurar sites inteiros, eles apenas têm de convencer um juiz que o site é "dedicado à infração de direitos autorais".

O governo já desligou de forma errada sites sem qualquer recurso ao dono do site. Sob este projeto, compartilhar um vídeo com qualquer conteúdo de direitos autorais, ou que sites como YouTube e Twitter fazem, seria considerado comportamento ilegal de acordo com este projeto.

De acordo com o Escritório de Orçamento do Congresso, este projeto custaria a nós uma taxa de 47 bilhões de dólares por ano (aprox. 85 bilhões de reais) - isto por um conserto que não funcionará, que rompe a Internet, sufoca inovação, cala diversas vozes e censura a Internet. Este projeto é ruim para a criatividade e não protege seus direitos.

Tell Congress not to censor the internet NOW! fightforthefuture.org/pipa

PROTECT-IP is a bill that has been introduced in the Senate and the House and is moving quickly through Congress. It gives the government and corporations the ability to censor the net, in the name of protecting "creativity". The law would let the government or corporations censor entire sites, they just have to convince a judge that the site is "dedicated to copyright infringement."

The government has already wrongly shut down sites without any recourse to the site owner. Under this bill, sharing a video with anything copyrighted in it, or what sites like Youtube and Twitter do, would be considered illegal behavior according to this bill.

According to the Congressional Budget Office, this bill would cost us $47 million tax dollars a year — that's for a fix that won't work, disrupts the internet, stifles innovation, shuts out diverse voices, and censors the internet. This bill is bad for creativity and does not protect your rights.

O Volkswagen Fusca é um carro procurado por muitas razões.



Uma delas é porque ele dura, dura, dura, dura, dura... bem, daqui para frente, recomendamos uma Kombi.

The Car Show: 2012 Mosler Raptor GTR


Que água quente o quê? O negócio é remover a neve do carro usando os subwoofers...


domingo, 15 de janeiro de 2012

Fiat 500, o carro mundial da Fiat. Tem tudo que um carrão tem.


Ricardo Macchi e Dustin Hoffman juntos no lançamento do Novo Fiat Cinquecento. Quem vai levar a melhor: o ator grande ou o grande ator? Veja como não é preciso ser grande para ser um atorzão e nem ser grande para ser um carrão.

Descubra o Novo Fiat Cinquecento, o carro mundial da Fiat.
É um carrão. Você que não tinha percebido.

Saiba tudo sobre o carro: fiat.com.br/cinquecento
Curta a Fan Page oficial do carro: facebook.com/fiat500brasil

Porsche GT3 RS vs. McLaren MP4-12C


Demolishing a wall with a Opel Corsa


sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Uma imagem

Vintage F1 Mechanics seeing Lewis Hamilton in GQ Magazine. WTF?

WTF?
Coming to America

Formula One racing returns to the States in 2012, and F1 champ Lewis Hamilton just might be the reason you watch

There are no rules in race-car driving explicitly stating that Americans must have names like Mario Andretti, or that Formula One cars (the fastest, most sophisticated non-moon-mission machines on earth) must be made by guys called Ferrari, or that drivers must look quite so sleek as Lewis Hamilton—but isn't it warming when clichés bear out?

F1 series champion at 23, serial dater of pop princesses and beauty queens, and collector of a paycheck that leaves Jeter's in the rearview, Hamilton, now 27, is the readily conceived picture of an international sporting icon. Even as younger drivers (namely Germany's relentless Sebastian Vettel) have roadblocked his once certain-seeming dominance, the Brit is still the racer most likely to facilitate an American embrace when F1 attempts to (hopefully, finally) burrow into the U.S. Beginning next fall in Austin and adding a second stop in 2013 just across the Hudson from Manhattan, F1 is aiming for a double shot of Grand Prix spectacle for the decade to come. But the concern lingers: What has to happen for American fans to, as Hamilton puts it, "catch the bug"?

"It's really a matter of getting the car in front of people," he says. "Once you hear it and see it, feel the noise—then maybe they'll turn out for a race." And while it's kind of funny to imagine Monaco-style vanity-glam in a place like Texas, F1 does seem to offer the politically blue sports fan an alternative to NASCAR's aggressively red racing. "I don't quite know how F1 will play in Oklahoma and places like that, but every time I'm in California, I swear more people recognize me—genuine fans," Hamilton says. "I love it in the States. The roads are big, the food is big. If it was possible to be in L.A. and still live my racing life, I would move now." Speaking of which: Hollywood's not a bad place from which to start reaching that new American audience. "Sylvester Stallone did a racing movie, didn't he? Not one of his best," Hamilton says, laughing. "I'd love to hear any ideas." Screenwriters: Green light, go.

GQ Magazine

Santana 2000. Desta vez, a Volkswagen foi além da imaginação.


Tiff Needell drives Porsche 911 GT3 RS 4.0


O Porsche 911 GT3 RS 4.0 é a evolução final do 997. Possui um motor boxer 4.0 com seis cilindros, que usa o comando de válvulas do RSR, e com isso é capaz de produzir 493 CV a 8.250 RPM e 460 Nm de torque a 5.750 RPM. O desenvolvimento do chassis foi sob influência do GT2 RS e de outros 911 RS.

Alguns apêndices foram adicionados na frente do veículo, para incremento da pressão aerodinâmica. O carro pesa 1.370 kg, e somente 600 carros serão construídos. A aceleração de zero a 100 km/h é feita em 3,9 segundos, e a velocidade máxima é estimada em 311 km/h.

Two Guys vs. Car Wash Spray Hose


quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Berner Women Calendar


Se o calendário da Pirelli não faz o seu estilo, o Berner Women Calendar pode fazer mais seu tipo, pois junta as duas maiores paixões de muitos homens: mulheres e carros. Como se não bastasse, uma das modelos que estão presentes nos ensaios fotográficos é Doreen Seidel, que foi Playmate of the Year da Playboy alemã em 2008 e disputou a ADAC Cruze Cup em 2011.

As fotos do calendário da Berner foram tiradas no Hockenheimring e na pista da Callaway Competition. O fotógrafo Christian Holzknecht, de Los Angeles, cuidou dos cenários dos ensaios fotográficos.

Lamborghini Miura P400


Caterham cria campeonato de Kart


Depois de Tony Fernandes comprar a Caterham, com o intuito de rebatizar sua equipe de Fórmula 1, para diferenciá-lo da Lotus, de Banny Bahar, o também dono da Air Asia anuncia que criará seu próprio campeonato de Kart, visando produzir talentos para a categoria máxima do automobilismo.

Com o início das atividades previsto para 2013, o campeonato de Kart de Tony Fernandes usará karts produzidos pela própria Caterham, aproveitando-se da experiência de 26 anos em campeonatos monomarca. A marca de automóveis diz que a sua categoria permitirá àqueles que tiverem as melhores performances uma ascensão a categorias maiores, oferecendo uma oportunidade para disputar os campeonatos monomarca Caterham Seven e Caterham SP/300.R, além de possível progressão à GP2 e Fórmula 1.

"Construímos uma forte reputação para prover maior valor ao dinheiro no esporte a motor. O campeonato de Kart da Caterham visa aqueles que querem construir uma carreira no automobilismo, mas o mais importante é atender aos pais e jovens que gostariam de apenas competir em um campeonato de Kart acessível, o que para muitos ainda é um sonho inalcançável", disse Simon Lambert, diretor da Caterham Motorsport.

Para mais informações, acesse o link http://life.caterham.co.uk/motorsport/caterham-karting-series.

CATERHAM REVEALS AMBITIONS FOR KARTING SERIES

Caterham Cars today reveals plans to add to its well-established motorsport operation, with new ambitions in the karting category.

Thanks to the new Caterham F1 Team and Caterham Racing GP2 squad, the famous British sportscar maker has already made radical extensions to its successful Seven racing formulae.

Now, the introduction of a Caterham Motorsport-run karting championship in 2013, with Caterham's own designed and developed kart, will provide young drivers with the opportunity to take their first steps in a career in which it will be possible to progress from grassroots racing to the pinnacle of global motorsport.

The organisation of Caterham karting will benefit from the firm's 26 years of experience in running low-cost, high-value one-make race championships.

Caterham Motorsport Manager, Simon Lambert, said: "We've built a strong reputation for providing terrific value for money in motorsport through great cars and a playing field so even you could put a spirit level on it.

"Now we'd like to use this wealth of knowledge and expertise in karting by establishing a cost-effective series that will combine fun, technology and great competition elements that we think are beginning to be overlooked in kart racing.

"With progression possible through the Caterham 'ladder' right through to F1, Caterham karting will appeal to those looking to make a career in motorsport but, more importantly, our aim is to target the mass-market of parents and youngsters who would like to race in a competitive and yet affordable karting series which, until now, might have been an unachievable dream. Caterham is determined to make motorsport accessible to everyone."

Caterham Motorsport established its first one-make championship for the legendary Seven in 1986 and now its UK operation alone features five fully-subscribed series, including the renowned Academy, which is unique in having created almost 1,000 brand new racing drivers since its inception in 1995.

Last year, the Company also unveiled its first sports prototype racer, the SP/300.R, designed to provide an extension for members of the Seven racing fraternity who wish to progress into higher-level sportscar competition. The SP/300.R will star in its own one-make championship starting next season.

More details about the kart series will be revealed in due course throughout 2012.

Please visit http://www.caterham.co.uk or call 01883 333 700 for more information.

Quando eu crescer, quero ter um filho assim...



...um bebê heavy metal!

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Nomes estranhos da Copa São Paulo de Futebol Júnior

Nomes estranhos da Copa São Paulo de Futebol Júnior
A Copa São Paulo de Futebol Júnior é garantia de diversidade cultural e originalidade (NOT?) em matéria de nomes próprios, já que participam clubes de praticamente todos os Estados brasileiros. Abaixo, vários exemplos. Deleite-se!

Mayllonn, Pyther, Tyrone, Smaily, Camal, Wilkson, Jaquelan, Daguiel, Jossone, Weliquem, Vandier, Weberton, Djavan, Gierllan, Darcaieve, Rithely, Rhayner, Saimon, Bergson, Thaihan, Marvyn, Dehilson, Raynon, Junielson, Dejavan, Riverson, Rayatti, Norbeson, Draw, Magaiver, Dhonatan, Iris, Jan Jackson, Sthanner.

Lua, Westerlly, Smayk, Everson, Glaybson, Jhon Harilon, Deybson, Kalleo, José Wildalécio, Thiarlison, Reygle, Guery Muller, Rhair Weslley, Willames, Elken, Wemesson, Uingridi, Wan Benett, Diógelis, Gam, Kallebe, Lenon, Jorbison, Janiel, Nilceas, Tawan, Stivy Lins, John Lenon, Laniyan, Willen, Taynan, Keverson.

2012 Toyota Camry XLE. It's ready, are you?


Fifth Gear: Renault Mégane Renaultsport 265 Trophy


Guitar Lesson Fail! He should have cooked the bat before biting its head off.


segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Roleta russa


Por milésimos de segundo, um piloto não se envolveu num acidente, durante uma etapa do Russian Touring Car Championship. O adversário que vinha logo à sua frente chocou-se em uma barreira de pneus e rodopiou no ar, jogando óleo por todos os lados.

Passado o cagaço susto, o piloto teve a calma de reduzir a velocidade e ligar o limpador de para-brisa (piorando ainda mais a situação).

BMW Z4. A dream turned into reality.


Winter Tyres vs. Summer Tyres


Como estacionar seu carro em mão dupla


domingo, 8 de janeiro de 2012

Francisco Chamorro é bicampeão da Copa América de Ciclismo


Em uma disputa emocionante no Aterro do Flamengo, no Rio, o argentino Francisco Chamorro, recém-chegado à equipe de Sorocaba (SP), conquistou seu segundo título da Copa América de Ciclismo. Roberto Pinheiro da Silva e Nilceu Aparecido dos Santos, ambos ciclistas do time de Pindamonhangaba (SP), chegaram em segundo e terceiro lugar.

A partir da sétima volta, Otávio Bulgarelli, de Pindamonhangaba, e Robson Dias, de São José dos Campos (SP), se destacaram do pelotão e travaram uma bela disputa debaixo de chuva, tentando embalar os sprinters. No início da volta final, Cabrero Gonzalez, do time uruguaio, arrancou para uma fuga, tentou disparar, mas foi alcançado pelos ciclistas de Sorocaba.

Sabendo da eficácia do sprint do argentino Francisco Chamorro, especialista em chegadas, os sorocabanos preservaram o companheiro da resistência do vento para a parte final da prova. Só que, na metade da última volta da prova, os líderes diminuíram a intensidade das pedaladas e a equipe de Pindamonhangaba, com Nilceu Aparecido Santos e Roberto Pinheiro da Silva, tomaram a ponta.

Foi então que a estrela de Chamorro passou a brilhar. Faltando menos de meio quilômetro para a chegada, o argentino mostrou força, disparou e surpreendeu a todos, vencendo a prova, disputada em nove voltas e 2h27m34s.

"Estou muito feliz. A estratégia de chegar para o sprint final funcionou, com a fuga no momento certo. A equipe trabalhou muito bem durante a prova e essa vitória vai para a nossa cidade. Quero uma vaga na equipe brasileira nos Jogos de Londres, e vamos correr atrás disso. Agora vamos disputar o Torneio de Verão e a Rutas de América, no Uruguai", disse Chamorro, que também venceu a edição de 2009 da Copa América de Ciclismo.

1983 Vauxhall Chevette. Better. By design.


Bajaj RE60


A Bajaj Auto, marca indiana especializada em motos e triciclos, acaba de lançar o seu primeiro microcarro, o RE60. O modelo chega ao mercado com o objetivo de desbancar o Tata Nano como carro mais barato do mundo, sem passar pelas mesmas dificuldades que o concorrente tem enfrentado desde o início de suas vendas. Enquanto o Nano é vendido por 2.900 dólares, o Bajaj RE60 deverá ser oferecido a partir de 2.200 dólares.

O Bajaj RE60 foi desenvolvido em parceria com o grupo Renault-Nissan, que tem a opção de criar variantes para outros mercados. Segundo o diretor da marca indiana, a Renault ainda não viu a versão final do carro e deverá tomar uma decisão apenas após o lançamento oficial do modelo, no Salão de Nova Delhi.

O Bajaj RE60 mede 2,75 m de comprimento, 1,31 m de largura e 1,65 m de altura. A marca afirma que o veículo possui espaço para quatro ocupantes, favorecido em grande parte pelo formato do compacto. Vazio, o carro pesa apenas 400 kg. O motor é de 200 cm3 produz 20 CV de potência. O RE60 pode atingir a velocidade máxima de 70 km/h. O consumo de combustível é de até 35 km/l, com emissões de CO2 de 60 g/km.

Empresa cria "mesa PC" a custo acessível

ExoPCA ExoPC divulgou uma superfície multitouch chamada "EXOdesk", que se assemelha em muito ao Microsoft Surface. Tem um total de 40 polegadas em alta definição e suporta praticamente todos os gestos feitos com as mãos e dedos.

Outras características incluem a execução de aplicativos e widgets em tela cheia e a possibilidade de "jogá-los" na direção que o usuário desejar, além de arrastar itens para visualizá-los ou fazer com que desapareçam.

A EXOdesk estará à venda em 2012 por US$ 1.299 dólares (cerca de R$ 2,3 mil), contra os US$ 8,4 mil (R$ 15 mil) do Surface.

KART CROSS | DRIVETRIBE | BECOME A MEMBER