Mostrando postagens com marcador Valentino Rossi. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Valentino Rossi. Mostrar todas as postagens

Momento Road Rash: Valentino Rossi derruba Marc Márquez com um chute em Sepang

#SepangClash: Rossi and Marquez get physical! Video Thumbnail
Durante a etapa da Malásia da temporada 2015 da MotoGP, disputada no Sepang International Circuit, Marc Márquez estava à frente de Valentino Rossi.

O italiano tentou forçar uma ultrapassagem na tomada da curva 14. Como perdeu a tangência da curva, para evitar uma colisão, desferiu um golpe com a perna esquerda no guidão da motocicleta do espanhol, que caiu.

Pensa que a Dorna e a FIM deixaram barato? Negativo! Rossi foi considerado, obviamente, culpado, três pontos na superlicença e terá que largar em último lugar na próxima prova, que, aliás, é a última, em Valencia.

Ainda bem que esta severa punição aconteceu, caso contrário, temeria pelo futuro da categoria, pois seria bem provável que os pilotos, assim como no jogo "Road Rash", carregariam consigo correntes, cacetetes e outras armas brancas para enfrentar as disputas em pista.

Veja Dani Pedrosa realizar uma frenagem de 280 km/h a 90 km/h usando apenas a roda dianteira


O piloto italiano Valentino Rossi assistiu de camarote a uma manobra ousada de Dani Pedrosa, durante os treinos livres para a etapa do Japão da temporada 2014 da MotoGP, no Twin Ring Motegi.

Próximo à curva 11, Dani Pedrosa atrasou demais a frenagem, executando-a a 100 metros do início da manobra. Resultado? A traseira da motocicleta empinou, e o piloto espanhol não teve outra saída a não ser frear apoiado apenas pela roda dianteira.

A arriscada manobra deu certo, e Dani Pedrosa seguiu o seu caminho. Valentino Rossi foi um privilegiado ao assistir a tudo isto de dentro da pista.

Wrooom 2012


Fernando Alonso, Felipe Massa, Giancarlo Fisichella, Marc Gené, Alessio "Uccio" Salucci e Valentino Rossi disputaram duas corridas no gelo de Madonna di Campiglio. A primeira, de kart, e a outra, de Fiat 500.

Monza Rally Show 2011 Highlights


Max Papis NASCAR Onboard




Highlights SS1 + SS2




Highlights PS/SS 8




Daniel Sordo Mini John Cooper WRC Onboard




Dindo Capello Citroën DS3 WRC Onboard




Cameracar Max Papis, Alex Zanardi




Valentino Rossi, Sebastian Loeb, Capitan Ventosa interviews


Valentino Rossi escreve carta de despedida da Honda


It is very difficult to explain in just a few words what my relationship with Yamaha has been in these past seven years. Many things have changed since that far-off time in 2004, but especially 'she', my M1, has changed. At that time she was a poor middle-grid position MotoGP bike, derided by most of the riders and the MotoGP workers. Now, after having helped her to grow and improve, you can see her smiling in her garage, courted and admired, treated as the 'top of the class'. The list of the people that made this transformation possible is very long, but I would like to thank anyway Masao Furusawa, Masahiko Nakajima and 'my' Hiroya Atsumi, as representatives of all the engineers that worked hard to change the face of our M1. Then Jeremy Burgess and all my guys in the garage, who took care of her with love on all the tracks of the world and also all the men and women that have worked in the Yamaha team during these years. Now the moment has come to look for new challenges; my work here at Yamaha is finished. Unfortunately even the most beautiful love stories finish, but they leave a lot of wonderful memories, like when my M1 and I kissed for the first time on the grass at Welkom, when she looked straight in my eyes and told me 'I love you!'

É muito difícil explicar em apenas algumas palavras o que minha relação com a Yamaha foi nos últimos anos.

Muitas coisas mudaram desde que entrei no time, em 2004, mas especialmente "ela", minha M1, mudou. Àquela época ela era uma moto de meio de grid, desprezada por grande parte dos pilotos da MotoGP.

Agora, após ajudá-la a melhorar, vocês podem vê-la sorrindo na garagem, cortejada e admirada, tratada como "a melhor da categoria."

A lista de pessoas que permitiu que essa transformação fosse possível é longa, mas gostaria de agradecer a Masao Furusawa, Masahiko Nakajima e Hiroya Atsumi, como representantes de todos os engenheiros com quem trabalhei e tomaram conta dela com amor.

Agora chegou o momento de procurar novos desafios, meu trabalho na Yamaha acabou. Infelizmente, até as mais bonitas histórias de amor terminam, mas deixam memórias maravilhosas, como quando eu e minha M1 nos beijamos pela primeira vez na grama de Welkom, quando ela olhou direto para os meus olhos e me disse "eu te amo".



MotoGP testa câmera giroscópica


Aproveitando o fato de Valentino Rossi voltar a pilotar a sua Yamaha da MotoGP, após somente seis semanas do acidente no qual fraturou uma perna, a Dorna Sports, companhia espanhola que gerencia o marketing da categoria, estreou uma câmera giroscópica, que fixa a posição da lente.

Desta forma, é possível perceber a inclinação da moto nas curvas numa imagem onboard, na mesma posição das câmeras traseiras tradicionais.

Valentino Rossi vai ao banheiro! Novamente!

Repetindo a comemoração que fez em 1998, Valentino Rossi deixa a moto com os fiscais de prova e vai ao banheiro.


Valentino Rossi - 16/02/1979

Valentino Rossi é o maior vencedor de vários títulos mundiais da MotoGP. É considerado um dos mais bem sucedidos pilotos de todos os tempos, com sete campeonatos mundiais na categoria máxima do motociclismo.

Rossi nasceu em Urbino, no dia 16 de fevereiro de 1979. Seguindo a carreira de seu pai, Graziano Rossi, Rossi começou correndo o Grand Prix em 1996 pela Aprilia, na categoria de 125cc, e venceu seu primeiro campeonato no ano seguinte. A partir de então, ele transferiu-se para a categoria 250cc, novamente com uma Aprilia, e ganhou o Campeonato Mundial em 1999. Ganhou o Campeonato Mundial de 500c com uma Honda, em 2001. Conquistou os Campeonatos Mundiais de 2002 e 2003 do MotoGP também com uma Honda, e continuou sua conquista de campeonatos do MotoGP em 2004 e em 2005, depois de deixar a Honda e entrar para a Yamaha.

Rossi é conhecido pela sua excentricidade, dentro e fora das pistas, e no mundo do motociclismo é conhecido como "Il Dottore", "The Doctor", "Vale", "Rossifumi", "Valentinik". Sempre utilizou o número 46, em homenagem ao seu pai. Viveu em Londres do ano 2000 ao 2008, quando, após solucionado um ajuste de pagamento do fisco italiano, pôde retornar à sua cidade natal, Tavullia.

Teve seu primeiro contato com as motos ainda aos 2 anos. A primeira paixão pela velocidade veio com os karts. Aconselhado pela mãe de Rossi, Stefania, e também para a segurança de seu filho, então com 5 anos de idade, Graziano comprou um kart de 100cc para substituir as motos.

Valentino venceu o campeonato regional de Kart em 1990. Nessa época, uma nova mania mudou o destino do menino. As minimotos tornaram-se a sua febre e, antes do final de 1991, ele venceu 16 corridas regionais. Embora as minimotos fossem apenas diversão, ele continuou a competir de kart e terminou em 5º lugar no campeonato nacional de Kart em Parma. Pai e filho começaram a sondar a mudança de Valentino para a série italiana de 100cc, a qual poderia colocá-lo na direção da Fórmula 1. Entretanto, o alto custo com as corridas de Kart fez com que decidissem por correr exclusivamente com as minimotos. Entre 1992 e 1993, Valentino continuou a aprender a controlar as minimotos de maneira aprimorada nas corridas, ganhando uma após a outra.



Com o talento de Rossi crescendo, tornou-se totalmente claro que uma moto era necessária para o seu progresso. Em 1993, Rossi adquiriu uma Cagiva Mito de 125cc, que foi destruída logo na primeira curva, não mais do que uns 100 metros além da largada. A moto foi reparada, dando a Rossi a oportunidade de corrigir o erro da primeira curva, apenas para bater indo à segunda curva. Ainda era um momento de diversão para Rossi, o qual serviu somente para mostrar qual moto seria realmente para ele.

Valentino terminou o fim-de-semana em 9º. Embora a sua primeira temporada no Campeonato Italiano de Produção Desportiva fosse variada, sua consistência conseguiu melhorar suas habilidades, dando-lhe uma pole position na última prova, em Misano, onde finalmente conseguiu terminar no pódio. No segundo ano, Rossi testou uma Mito de fábrica do gerente da Cagiva Claudio Lusuardi e venceu o título italiano.



Em 1994, a Aprilia, através da Sandroni, encontrou um novo talento em Valentino Rossi e passou a utilizá-lo para melhorar sua RS125R, o que permitiu a Rossi aprender como lidar com uma rápida moto das 125cc do campeonato mundial. Primeiro ele se encontrou na Sandroni no campeonato italiano de 1994, e continuou a correr pelo campeonato europeu e italiano de 1995.

Rossi conseguiu um pequeno sucesso na temporada de 1996 do campeonato mundial, colecionando mais acidentes do que tinha até então, falhando ao não conseguir terminar nenhuma das 5 primeiras corridas do campeonato. Entretanto, em agosto ele conseguiu vencer sua primeira corrida no campeonato mundial em Brno na República Tcheca em uma Aprilia AGV RS125R. No final da temporada ele estava em 9º colocado, com algumas performances inconsistentes mas ainda demostrando altas velocidades. Rossi passou por um período de aprendizado que refinou suas habilidades o suficiente para dominar completamente o campeonato mundial das 125cc na temporada de 1997, vencendo o impressionante número de 11 corridas, das 15 disputadas (ainda hoje um recorde a ser batido na categoria).

Para a temporada de 1998, a Aprilia tinha um formidável time de pilotos em Valentino Rossi, Loris Capirossi e Tetsuya Harada para pilotar a RS250. Mas, mesmo com uma moto rápida e experientes campeões mundiais como companheiros de equipe, Rossi foi esforçado em sua primeira temporada nas 250cc. Rossi considera 1998 o ano de maior resistência de sua carreira, pela persistente pressão para correr como o esperado pela Aprilia, a mídia e efetivamente todos ao seu redor. A morte de dois amigos num acidente de carro também contribuiu para que essa pressão não diminui-se, pelo contrário, aumentasse sobre Rossi. Novamente Rossi se encontrou em um período de aprendizado com sua nova moto na primeira temporada, concluindo a temporada de 1998 em 2º lugar, somente 3 pontos atrás do campeão Loris Capirossi. Em 1999, entretanto, ele venceu o campeonato, colecionando 5 pole positions e 9 vitórias.






Rossi foi recompensado em 2000, pelo seu campeonato mundial nas 250cc, sendo contratado pela Honda para aquela que era a classe máxima do campeonato mundial de motovelocidade, as 500cc. Jeremy Burgess, parte do time principal da Honda Racing Corporation, mostrou a ele a NSR500 e ficou convencido que aquela parceria não traria nada além de sucesso. O Campeão Mundial das 500cc. Michael Doohan, que também teve Jeremy Burgess como seu engenheiro-chefe, trabalhou com Rossi como seu mentor pessoal em seu primeiro ano na Honda. Seria, também, a primeira vez que Rossi correria contra um feroz rival, Max Biaggi. Embora ambos nunca tivessem corrido contra o outro, uma rivalidade intensa foi desenvolvida graças ao carisma de Rossi e o orgulho matador de Biaggi. A mídia naturalmente aumentou as coisas, imprimindo qualquer deliciosa bisbilhotice que escutassem, fosse mentirosa ou verdadeira. Rossi tratou de mostrar a força da NSR500. Rossi consegue vencer na nona prova, mas como aconteceu nas temporadas da 125 e da 250cc, era inevitável que 2000 fosse um aquecimento para uma segunda temporada dominante. Valentino terminou em 2º, atrás de Kenny Roberts Jr., com Max Biaggi terminando em terceiro colocado.



De 2001 a 2005, Valentino Rossi levantou o caneco de campeão da categoria máxima do motociclismo. Em 2006 perdeu o título para Nicky Hayden, e em 2007, para Casey Stoner.



De 2006 a 2008, Valentino chegou a estar a bordo dos carros da Ferrari que disputaram a Fórmula 1 das respectivas temporadas, os 248 F1, F2007 e F2008, fazendo alguns testes, apenas para diversão.

Títulos
  • 1997 - 125cc (Aprilia)
  • 1999 - 250cc (Aprilia)
  • 2001 - 500cc (Honda)
  • 2002 a 2003 - MotoGP (Repsol Honda)
  • 2004 a 2005 - MotoGP (Gauloises Yamaha)
  • 2008 e 2009 - MotoGP (Fiat Yamaha)


Recordes
  • No Grande Prêmio da França, em 19 de maio de 2008, em Le Mans, Rossi conseguiu igualar a marca de 90 vitórias em todas as categorias da motovelocidade com Angel Nieto. Nieto estava na platéia, vestindo uma camiseta especial, parabenizando Rossi. Nieto montou na moto de Rossi, que ficou como passageiro segurando uma bandeira que continha a inscrição "90 + 90", quando ambos fizeram a volta da vitória
  • Rossi é o segundo piloto a conseguir vencer 6 vezes o campeonato mundial de motociclismo da classe máxima, atrás somente de Giacomo Agostini que venceu 8 vezes
  • Rossi é o segundo piloto em todos os tempos a vencer 5 campeonatos mundiais consecutivos, juntamente com Michael Doohan e atrás de Giacomo Agostini, que venceu 7 vezes consecutivas
  • Rossi é o primeiro piloto em todos os tempos a vencer 70 corridas na classe máxima do motociclismo, seguido de Giacomo Agostini com 68
  • Rossi é o primeiro piloto em todos os tempos a subir 112 vezes ao pódio na classe máxima
  • Rossi é o segundo piloto em todos os tempos a conseguir 51 pole positions, atrás somente de Michael Doohan com 58 pole positions
  • Rossi é o segundo piloto em todos os tempos a conseguir ganhar 11 corridas em um campeonato, nos campeonatos de 2001, 2002 e 2005, juntamente com Giacomo Agostini, atrás somente de Michael Doohan com 12 vitórias em 1997
  • Rossi é o primeiro piloto em todos os tempos a conseguir subir mais vezes no pódio em uma temporada, totalizando 16 vezes, nos campeonatos de 2003 e 2005
  • Rossi é o terceiro piloto de todos os tempos com 9 pole positions em uma temporada, em 2003, juntamente com Michael Doohan e Kevin Schwantz. Atrás somente de Michael Doohan com 12 pole positions em 1997, Wayne Gardner e Freddie Spencer com 10 pole positions em 1987 e 1985 respectivamente
  • Rossi é o primeiro piloto em todos os tempos com 12 voltas mais rápidas em uma única temporada, em 2003
  • Rossi é o terceiro em maior número de vitórias numa única temporada com 9 corridas ganhas em 1999 juntamente com Marco Melandri e Max Biaggi, atrás de Daijiro Kato com 11 vitórias em 2001, Anton Mang e Mike Hailwood com 10 vitórias em 1981 e 1966 respectivamente
  • Rossi é o segundo com mais pódios em uma temporada com 12 pódios em 1999, juntamente com Marco Melandri, Shinya Nakano, Max Biaggi, Luca Cadalora, John Kocinski e Sito Pons. Fica atrás de Dani Pedrosa, Tetsuya Harada, Daijiro Kato e Ralf Waldmann com 13 pódios em 2004, 2001, 2001 e 1996 respectivamente
  • Rossi é o primeiro com mais vitórias em uma única temporada, em 1997, contabilizando 11 primeiros lugares
  • Rossi é o segundo piloto com mais pódios da categoria numa única temporada, figurando em 13 deles em 1997. Está atrás, ainda, de Álvaro Bautista com 14 pódios em 2006.
  • Rossi é o primeiro e um dos dois pilotos a ultrapassar os 3.000 pontos na carreira de motociclismo, o outro é o seu compatriota Loris Capirossi
  • Rossi é o quarto piloto Campeão Mundial, em todos os tempos, a vencer 8 títulos mundiais, atrás de Carlo Ubbiali e Mike Hailwood com 9 títulos, Angel Nieto com 13 títulos mundiais e Giacomo Agostini com 15 títulos mundiais
  • Rossi é o segundo piloto em todos os tempos a vencer 96 corridas, atrás de Giacomo Agostini com 122 corridas ganhas
  • Rossi é o segundo piloto em todos os tempos a estar no pódio por 148 vezes, atrás de Giacomo Agostini com 159 pódios
  • Rossi é o terceiro piloto em todos os tempos a conquistar 51 pole positions, atrás de Max Biaggi com 56 poles e Michael Doohan com 58 poles
  • Rossi é o quarto piloto em todos os tempos a cravar 76 voltas mais rápidas, atrás de Mike Hailwood com 79, Angel Nieto com 81 e Giacomo Agostini com 117 voltas mais rápidas.
  • Rossi foi o último vencedor de uma corrida na categoria 500cc e também seu último campeão, em 2001
  • Rossi foi o último campeão da categoria 500cc, em 2001 e o primeiro campeão mundial da categoria MotoGP em 2002
  • Rossi é o piloto mais bem sucedido da Yamaha com 37 vitórias pela equipe.
  • Rossi é o único piloto a conseguir ganhar o campeonato em quatro categorias diferentes (125cc, 250cc, 500cc e MotoGP)
  • Rossi é o segundo piloto a conseguir conquistar o campeonato mundial após dois anos, juntamente com Giacomo Agostini
  • Rossi é o segundo piloto a vencer campeonatos mundiais de motovelocidade consecutivos com motos de equipes diferentes (2001-2003 com a Honda e 2004-2005 com a Yamaha) junto com Eddie Lawson (1988 com a Yamaha e 1989 com a Honda)
  • Rossi é o primeiro e único piloto a vencer duas corridas consecutivas com motos de diferentes equipes. Ele venceu a corrida da final da temporada de 2003 com a Honda em Valência e a primeira corrida de 2004 com a Yamaha no GP da África do Sul
  • Rossi é o primeiro e único piloto a vencer 7 corridas consecutivas em casa, em Mugello entre 2002-2008
  • Rossi é o primeiro e único piloto a vencer 3 corridas depois de ter começado em 11º ou pior no grid de largada (GP da Inglaterra de 2001, GP da Alemanha em 2006 e GP da Bélgica em 2007)
  • Rossi é o único piloto a conquistar campeonatos com todas as motos de categoria máxima: 500cc (2001), 800cc (2008) e 1000cc (2002/03/04/05)
  • Rossi venceu corridas e ganhou campeonatos com todas as motos que já pilotou





Valentino Rossi pilotando a F2008

Esse teste aconteceu no circuito de Mugello.

O octacampeão da MotoGP ficou a 1,4 segundos de Luca Badoer, piloto de testes da Scuderia Ferrari.

O teste propriamente dito começa aos 8 minutos de vídeo.