O marketing da Igreja funcionou durante séculos. Mudá-lo, para pior, foi um erro trágico.

Em 1977, Alex Periscinoto, um dos pioneiros do marketing moderno no Brasil, um dos fundadores da ALMAP, agência que faz parte da história da propaganda brasileira, foi contratado pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), para estudar as causas do abandono da prática religiosa, e sugerir quais seriam as medidas a serem tomadas pela Igreja Católica.

Em seu relatório, o especialista em comunicação corporativa deixou os prelados de boca aberta. Não pelo fato de terem gostado das conclusões, mas que não sabiam que já tinham um sistema de marketing, e ao mudá-lo, parando de rezar missas em latim, abandonando a batina, montando igrejas em prédios civis, mudando a liturgia, cometeram um enorme erro.

Christian Gebhardt drives 2020 McLaren 620R at Nürburgring Nordschleife

Sean Carson drives 2020 Ferrari Roma

Conheça John Clower, vovô de 80 anos que ainda dirige sua Ferrari F40 todos os dias

Como diria Professor Girafales, velho é o espírito. E dá pra notar que o de John Clower está bastante jovem. Mesmo em dias chuvosos ou frios, ele pega a chave de seu carro, vai para a estrada e dirige por aí, sem rumo definido.

Só que o carro em questão não chega nem perto de ser um hatchback comum de tração dianteira. Trata-se simplesmente de uma Ferrari F40! Todos os dias, John coloca os 472 cavalos-vapor de potência do motor para se exercitarem, assim como seu próprio corpo e mente, já que o supercarro não possui assistência no volante de direção, câmbio automático nem outros itens de conforto.

Clower é um entusiasta da Ferrari. Já teve mais de 15 unidades de outros modelos da marca. Além disso, comprou Lamborghinis, e seu filho tem um Murciélago SV. John parece gostar do Aventador, mas não se sente feliz com as dimensões do veículo, acha-o muito largo e grande. Ainda possui um McLaren 675LT, que foi o primeiro carro em sua vida onde usou o recurso do controle de largada.

Andreas May drives 2021 Volkswagen Golf GTI