Ferrari F1 Simulator: 6 milhões de dólares!


Isto que você está vendo na imagem não é uma nave espacial, nem um veículo lunar ou outro artefato interplanetário. Trata-se do simulador criado pela Ferrari para a temporada de 2010, que custou 5 milhões de euros à equipe italiana. Este não é o simulador powered by rFactor Pro, que custa "apenas" 350 mil euros e é construído apenas a clientes muito especiais.

Este simulador é o resultado de um corte de custos na Fórmula 1, com a eliminação da maioria dos testes. Em qualquer caso, a simulação já se tornou uma parte das corridas, já que Sébastien Buemi conseguiu a vaga de piloto reserva na Red Bull Racing, por causa de suas habilidades no simulador da equipe dos energéticos da latinha azul. Além disso, Lucas Ordoñez, Jordan Tresson, Bryan Heitkotter e Jann Mardenborough, o quarteto de vencedores da GT Academy, que usou o Gran Turismo 5, conseguiu um pódio na edição 2012 das 24 Horas de Dubai.

Estar em um simulador totalmente profissional não é tarefa fácil, já que Luca Badoer e Michael Schumacher não foram capazes porque eles sentiram náuseas, por causa dos movimentos que o sistema hidráulico gera no habitáculo.

Dentro do simulador, que se ergue e fica suspenso quase cinco metros acima do solo, há um Ferrari F150 2010, só que sem motor e rodas. Há enorme um sistema de som e telas 3D de alta definição que produzem 180 graus de projeção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário