quarta-feira, 19 de abril de 2017

1975. Chevrolet thinks it's time for a little good news. Monza 2+2. A new small car that's a little more everything.

1975. CHEVROLET THINKS IT'S TIME FOR A LITTLE GOOD NEWS. MONZA 2+2. A new small car that's a little more everything. The small car of tomorrow will probably be more responsive, handy and comfortable than ever. The 1975 Monza 2+2 is all this today. It has advances like rectangular headlights set in a soft front end. A beautifully thought-out 2+2 interior that switches from rear seats to a carpeted wagon floor anytime you say. And a new 4.3-litre V8 engine available that Shown above in foreground is gives the performance and econ-omy of a small V8 in a small car. You can wait for the small car of tomorrow to get here. But why? Monza arrived early and it's here today. NOVA. Ifs always been good. Now it's beautifuL Our Nova started out in 1962 with some simple, sensible goals: To be economical, yet comfortable and roomy. To be sensibly sized, practically priced and solid. Monza 2+2; in background is Nova LN Sedan. For 1975, Nova is still all that, and more. It's beautiful. Emphatically refined along the lines of elegant European sedans. And for 1975 there's a new Nova model we call the LN, with luxurious touches like thick carpeting, and wide-back reclining front seats. We feel a big year coming on. CHEVROLET MAKES SENSE FOR AMERICA.

Pica-pau pega uma carona de carro pelas ruas de Chicago pendurado no vidro da porta do motorista


O site Humankind postou em sua fanpage no Facebook um vídeo de um homem cruzando uma das avenidas mais movimentadas de Chicago, e levando consigo um passageiro inusitado: um pica-pau.

Ao perceber que o pássaro não saía do seu lado, nem mesmo com o carro em alta velocidade, o motorista resolveu puxar um papo com seu companheiro de viagem. Até abriu o vidro para que o pica-pau pudesse entrar dentro do carro e ficar no ombro do motorista, que disse mais tarde que o pica-pau só o largou quando foi até a calçada, momento em que o pássaro bateu asas e voou para o céu.

sábado, 1 de abril de 2017

Conheça o Lane Valet, tecnologia da Lexus que promete mandar os motoristas que andam devagar na faixa da esquerda para o outro lado da estrada


Quem nunca se irritou com aqueles motoristas que ocupam a faixa da esquerda e, ao invés de andarem rápido, como deveria ser a velocidade de quem usa este lado da estrada, ficam apenas curtindo a viagem, atitude típica de "motorista de domingo".

Só que a Lexus criou uma solução para este problema. Trata-se do Lane Valet, sistema eletrônico que, quando acionado, detecta se há um carro à sua frente e se há um espaço livre na faixa ao lado, então assume o controle do carro da frente e o faz ir para a outra faixa, deixando o caminho livre para o motorista do LC 500 poder acelerar.

É claro que ambos os carros precisam possuir capacidade pelo menos limitada de auto-direção e sistema de comunicação com outros veículos. A Lexus só espera que isso não cause pânico nos motoristas que serão forçados pelo Lane Valet a mudar de faixa, ainda mais após as especulações de que a CIA tenha investigado a possibilidade de hackear veículos conectados.

Dacia Sundero: um Sandero com sistema de bronzeamento artificial


O Reino Unido só recebe por volta de 1.400 horas de sol por ano. Por isso, a Dacia pensou em uma solução para a falta de vitamina D nos britânicos, e criou um pacote de opcionais inusitado.

Trata-se de um sistema que torna o Sandero uma cabine de bronzeamento artificial. Além disso, o cliente recebe loção bronzeadora e creme hidratante.

A partir de agora, mesmo que esteja chovendo ou nublado, sempre estará ensolarado dentro de um Dacia Sandero.

John Cooker Works: o pacote da MINI que transforma o Cooper conversível em um "Food Mini"


A partir de abril de 2017, a MINI passará a oferecer um pacote de opcionais que permite que o proprietário de um Cooper conversível possa ganhar dinheiro com seu carro, exercendo a profissão de vendedor de rua.

O MINI conversível recebe uma superfície sólida de carvalho, com espaços para preparação de comida e alimentação dos clientes. Além disso, há uma chapa de indução com exaustor integrado, e o porta-malas se transforma em refrigerador.

sexta-feira, 31 de março de 2017

Lyft cria o Mono, gadget vestível que é acionado quando o usuário levanta o polegar para pedir carona

The future of ride hailing has arrived. Lyft Mono. Raise. Request. Ride.
Cá entre nós, quem nunca esteve a pé na estrada e fez o simbólico e conhecido movimento de braço com o polegar ereto na direção de um veículo que se aproximava, na tentativa de ganhar uma carona?

Pois o Lyft, um famoso aplicativo de requisição e oferta de caronas, aliou o antigo gesto com a atual tecnologia, e criou um wearable gadget, ou acessório vestível (para os cultos na língua portuguesa), que reconhece, através de sensores de movimento, quando o usuário do aparelho coloca seu polegar em riste ao levantar o braço, aciona o aplicativo no smartphone e requisita uma carona.

Canadense teve sua placa "Grabher" cancelada após 26 anos, pois foi considerada ofensiva demais para a sociedade atual

Lorne Grabher Plate
Lorne Grabher, cujo sobrenome é de origem alemã, é um morador canadense de Nova Scotia, teve uma ideia para presentear seu pai, em 1991, quando completava seu 65º ano de vida. Foi ao serviço de placas de veículos local e registrou a sequência de letras "GRABHER".

Claro que Lorne tinha boas intenções ao registrar a placa, afinal de contas, é nada mais que seu sobrenome e da família. Só que, esta sequência de caracteres, na língua inglesa, resulta na expressão "grab her", ou "agarre-a" em português.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Veja uma sessão de treinos da NASCAR ser interrompida por causa de uma... coruja!


O relacionamento da NASCAR com animais invasores ou objetos espalhados na pista não é lá dos mais amigáveis. Um coelho já quis tomar o lugar dos carros, e até mesmo um bloco de notas já causou uma bandeira vermelha.

Desta vez, uma coruja resolveu pousar na pista do Auto Club Speedway, em Fontana, Califórnia, o que fez a direção interromper os treinos livres e aguardar o pássaro voar dali por livre e espontânea vontade.

Já na parte interna do circuito oval, os fiscais da NASCAR tentaram capturar a coruja, mas o animal não deixou barato...

Matt Prior drives 2017 Bugatti Chiron