Saiba como construir programas de fidelidade usando dados estatísticos e percepções sobre seus consumidores

Programa de Fidelidade
Todos sabem que, a cada dia, está cada vez mais difícil conquistar a fidelidade do consumidor. Ele estão sempre conectado à internet, possui várias opções de escolha, e pode facilmente encontrar os menores preços.

Ao criarem um programa de fidelidade, muitas empresas acham que resolveram o problema da competitividade, mas a concorrência também usou da mesma tática.

Os consumidores se inscrevem, em média, em oito programas de fidelidade. A maioria deles funciona pelo sistema de pontos, descontos e recompensas. E estes benefícios são feitos para aumentar as vendas ao invés de gerar engajamento à marca.

Abordagens tradicionais já não funcionam mais. Isto não quer dizer que você deve abandonar seu programa de fidelidade e partir para outra abordagem. Ao invés disso, reformule a maneira de engajar seu consumidor.

Diversas ferramentas, como experiência, marca e serviço, podem ajudar na interação e fidelização do consumidor. Os anunciantes podem auxiliar as marcas a obterem o feedback dos consumidores, saberem o que os motiva e como podem interagir com os produtos e serviços da empresa.

Apenas 26% das marcas citam tudo isso como objetivo de seus programas de fidelidade. Não apenas possua um programa de fidelidade, você deve fidelizar. É hora de focar na relação com o consumidor e realizar uma troca significativa com ele.

Deve-se encorajar as pessoas a compartilharem perfis, preferências e comportamentos, além de todos os dados possíveis e que possam ser usados pela empresa para elaborar programas de fidelidade.

Os dados colhidos no programa de fidelidade ajudam a identificar o tipo certo de novos consumidores e tipos de iniciativas de marketing para reter clientes já existentes.

Uma experiência positiva do consumidor está relacionada a métricas de fidelidade, por exemplo, retenção. Mas é difícil construir experiências diferenciadas com base no que você pensa que sabe sobre os consumidores. Percepções de fidelidade, combinados com outras fontes de dados, podem ajudar a criar experiências personalizadas.

Hoje, os profissionais de marketing devem criar experiências que vão além dos produtos e serviços. Percepções de fidelidade oferecem informações para um melhor desenvolvimento destas experiências. Depois de examinar dados de um programa deste tipo, um varejista que vende na internet pode rever sua estratégia de marca.
Programa de Fidelidade
A fidelidade não funciona só quando ele mostra seu cartão de no caixa para receber a recompensa, também reforça a relação com o consumidor, e ajuda na descoberta de novos produtos e melhora o serviço prestado a esses clientes.

Os programas de fidelidade com pontos, descontos e prêmios, como conhecemos hoje, morreram. É hora de construir uma estratégia que começa no entendimento das atitudes do consumidor e aprimorar a abordagem com o mesmo.

Foque em como melhorar o relacionamento com o consumidor. Incorpore benefícios que engajem os consumidores a um nível emocional, e melhore seus processos de gerenciamento dos dados, para aplicá-los no programa de fidelidade e otimizá-lo.

Crie uma métrica de fidelidade. A fidelidade é o resultado de várias atividades, incluindo branding, marketing, experiência e serviço prestado ao consumidor. As empresas precisam de métricas para mapear a fidelidade durante toda a campanha. A centralização desta abordagem ajuda todos a entender se as iniciativas realmente estão contribuindo com a fidelidade dos consumidores a longo prazo.

Inspire-se em casos de sucesso. Empresas com ótima reputação pública de fidelidade, como Amazon e Starbucks, apenas fazem negócios de forma diferente. Não se deve imitar o modelo de negócio delas, mas identifique por qual motivo os consumidores são leais àquelas marcas, e use suas descobertas para direcionar todos os seus esforços nas suas campanhas de fidelidade.

Agência Drop

Nenhum comentário:

Postar um comentário