Não use jQuery! Não aprenda qualquer framework antes de...

...conhecer o mínimo da linguagem base em que esse framework foi escrito! E por isso que existem tantos desenvolvedores se enrolando... Tentam usar bibliotecas, frameworks e ajax antes de aprender o básico.

Aprender CodeIgniter, Kohana, CakePHP, Smarty…antes de aprender PHP é loucura! Ninguém faz curso de Zend Framework sem nunca ter programado PHP. Primeiro se aprende PHP e depois vai para um framework. Então, por que inverter os papeis com JavaScript?

Ok, a curva de aprendizado do jQuery, assim como dos demais frameworks, é menor, e se aparecer um problema?

Aí, aquele desenvolvedor que optou por começar com o framwork sem antes passar pela linguagem base começa a ter dúvidas básicas de programação. O framework não resolve tudo para ele. Só vai facilitar o trabalho se ele não se enrolar com os conceitos fundamentais.

Há gente pedindo plugin jQuery para descobrir o que está na URL. Ele não queria e nem precisava fazer um parser da querystring, só precisava saber o que estava lá. Não sabia da existência do document.location e das diversas propriedades desse objeto.

Outro programador não queria usar o document.createElement(), ele insistia em querer fazer com jQuery! OK, existe plugin pra isso, mas para quê? O método nativo da linguagem já é tão bom! Ao framework o que é do framework. Ficar inchando a página de plugins só vai aumentar o tráfego. Usar plugins e frameworks onde não é necessário só vai deixar a aplicação mais lenta!

Um outro caso: respondi uma dúvida de um desenvolvedor que era super simples, usando apenas JavaScript e eram três ou quatro linhas de código. Ele testou, disse que funcionou, e depois pediu para ver como ficaria aquilo em jQuery. Era idiota reescrever 4 linhas de JavaScript usando o framework e nem dava! Percebi que ele pensava: "JavaScript estava ultrapassado e ele pretendia fazer da forma moderna."

O mesmo ocorreu com AJAX: a dúvida estava resolvida, e o cara pediu para ver como ficaria em AJAX! E era tudo apenas JavaScript puro, não havia o menor motivo para ir no servidor e voltar. Nesse momento, começa a surgir uma confusão de papeis. Gente achando que AJAX é uma linguagem, que precisa enfiar jQuery em tudo...

Já vi tópico começar "sobre AJAX" e terminar apenas com PHP puro! O cara queria colocar uma requisição assíncrona onde não precisava. Completa inversão de valores e pura falta de conhecimento, certo?

É imprescindível aos desenvolvedores começarem a aprender linguagens server-side depois de terem algum contato com HTML. Precisamos de HTML para programar para a Web, é a linguagem padrão, que vai possibilitar todo o resto. O PHP, ASP, Java e afins, vai gerar HTML, mais cedo ou mais tarde.

Eis que começam a surgir dúvidas bobas. O programador vai fazer uma listagem de produtos para uma loja virtual e não sabe como colocar um produto do lado do outro. Isso é porque ele não sabe HTML, muito menos CSS! Sem entrar no mérito da divisão de trabalho, FrontEnd, BackEnd e outros mais, ao menos, um pouco da linguagem do outro, era bacana.

Em agências pequenas, ou como freelancer, muitas vezes acontece de o mesmo profissional fazer ambos trabalhos, Front ou BackEnd. Alguns passos são importantes e devem ser respeitados. Comece do básico, evolua, só depois vá para o hardcore!

Antes de tudo, você recebe aulas de Lógica de Programação e Programação Básica, certo? Deveria ser assim, mas assusta ver a quantidade de programadores que tem no mercado que não possuem essa base na formação.

Todo programador deveria obrigatoriamente estudar alguma linguagem de programação de baixo nível. Alguns programadores não conhecem as diferenças ou nem sabem que existem!

O conhecimento adquirido ao fazer algo em Assembly, por exemplo, é extraordinário. Se todos passassem por essa experiência, não teríamos tanto lixo sendo criado. Não precisa se tornar sênior, nem ser ótimo em HTML e CSS, nem defender tese de mestrado em lógica. Mas coisas como tipagem, declaração de variáveis, coletor de lixo e escopo... que faltam em vários programadores PHP e JavaScript. Há pessoas nos fóruns declarando uma function e achando que ela será executada só com isso, sem ele fazer uma chamada a ela.

Ponto importante: não ser dependente do framework. Aprenda a fazer com ele, mas sem também!

E se a sua empresa resolver mudar de paradigma, ou você mudar de trabalho e lá usarem outros, ou nenhum? Como fica?

Você novamente vai gastar um bom tempo reaprendendo outra ferramenta que poderia ser muito menor, se tivesse alguma idéia de como essas ferramentas fazem o que fazem.

A Inversão de Controle pode ser tua amiga. Há todos os "bons motivos" de se usar um framework e o principal ponto é: não comece por ele, vá aprendendo a base e evoluindo!

iMasters

Nenhum comentário:

Postar um comentário