Mostrando postagens com marcador Kawasaki. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Kawasaki. Mostrar todas as postagens

Veja James "Dynamite" Hillier salvar sua moto no Isle Of Man TT de forma cirúrgica e apavorante


O Isle Of Man TT Tourist Trophy é uma das provas mais tradicionais do motociclismo mundial. Usando uma pista de 60,725 km de extensão, cheia de retas, muros, ondulações e saltos, o que deixa Nürburgring Nordschleife no chinelo, a competição oferece o que há de mais seletivo e desafiador.

Mesmo com as constantes mortes que acontecem todo ano, a cada edição, o Isle Of Man TT Tourist Trophy atrai mais pilotos para competir e pessoas para assistir de perto.

O piloto James "Dynamite" Hillier experimentou o gostinho de passar perto de um acidente terrível. Durante a primeira volta da Senior Race, a bordo de sua Kawasaki Superbike, após um salto, não conseguiu aterrissar com eficiência, tendo que brigar com a motocicleta para retomar seu controle.

Kawasaki Ninja 250R

Com visual esportivo e carenagem integral, a Kawasaki Ninja 250R chega oficialmente ao Brasil, equipada com motor 250 cc de dois cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, injeção eletrônica e refrigeração líquida, desenvolve 33 CV a 11.000 RPM e torque de 2,24 kgfm a 8.200 RPM.



A Kawasaki Ninja 250R tem rodas de 17 polegadas, de liga leve, com pneus de alto desempenho e perfil baixo, com medida de 110/70 na dianteira e 130/70 na traseira. A suspensão dianteira é convencional, telescópica, com tubos de 37mm de diâmetro e 120mm de curso. A suspensão traseira é do tipo mono, Uni-Trak, com cinco regulagens na pré-carga do amortecedor, para melhor ajuste, e 130 mm de curso.



O freio dianteiro tem disco único, com 290 mm de diâmetro, com pinça de dois pistões. O disco traseiro tem 220 mm de diâmetro. O quadro é construído em tubos de aço e o painel conta com instrumentos redondos e analógicos, sem tela digital. Já o escape tem saída lateral e cromada, diferentemente das primas maiores, que adotam o estilo curto e baixo, conforme tendência mundial. O câmbio tem seis marchas e o peso a seco é de 170 Kg. Para completar o visual, a carenagem abriga um farol assimétrico. A nova Ninja 250R chega ao mercado por R$ 18.800.

Kawasaki traz ZX-10R ao Brasil




A Kawasaki anunciou a volta da linha Ninja ao Brasil, com a nova ZX-10R. Para ser vendida no país, ela passou por adaptações à gasolina nacional e às normas de emisões de poluentes e ruídos. Todas as modificações foram feitas no Japão, país onde a moto foi desenvolvida e é fabricada.



Além do design arrojado, ela traz um motor de quatro ciclinros de 998 cm³, com 188 CV de potência a 12.500 RPM e torque de 11,5 kgfm a 8.700 RPM. Além da cor verde tradicional, a Ninja ZX-10R estará disponível nas cores preto e laranja, com preços partindo de R$ 58.900.

Kawasaki volta atrás, parcialmente!




A Kawasaki voltou atrás na sua decisão de abandonar a MotoGP e anunciou nesta quinta-feira que vai disputar a temporada de 2009 com uma só moto, que será pilotada pelo italiano Marco Melandri. De acordo com a marca nipónica, a construtora japonesa resolveu continuar as suas actividades na MotoGP após muitas negociações com a Dorna e outras identidades envolvidas. As mudanças de regulamento, como a limitação parcial dos sistemas eletrônicos e o fim dos treinos de sexta-feira contribuíram para esta reviravolta.

Mesmo tendo anunciado que não disputaria o campeonato de 2009, a Kawasaki já vinha preparando a moto de 2009, ao testar a nova Ninja ZX-RR, com o francês Olivier Jacque e o japonês Tamaki Serizawa, no circuito australiano de Eastern Creek, no mês de janeiro.

Kawasaki deixa MotoGP




A história surgiu como rumor pouco antes do Natal, e hoje, a Kawasaki oficializou sua saída da MotoGP. Os japoneses culparam a crise econômica. Isso já não é novidade para ninguém.

John Hopkins e Marco Melandri, pilotos anunciados para 2009, estão agora sem emprego. A Aspar, que esteve próxima de se tornar um time-satélite da Kawasaki, estaria em negociações para assumir a agora extinta equipe.