Métricas de engajamento podem ser melhores que números de vendas

A eficiência do marketing de conteúdo não deve ser medida apenas levando-se em conta os resultados das vendas, já que vendas dependem do comprometimento do cliente com a loja.

Os profissionais de marketing divulgam as suas marcas através de conteúdo, publicado de forma tradicional, com panfletos, cartazes ou outra forma de comunicação em massa, ou na forma digital, com páginas nas redes sociais, e-mails personalizados, hotsites ou e-books.

Para apresentar resultados efetivos dos negócios, as funções do marketing tiveram que passar a se basear no retorno sobre o investimento, ou ROI (return on investment).

O marketing atual quer mostrar como o seu trabalho, criativo e com foco, influencia novos negócios e vendas. No entanto, um método baseado em resultados imediatos não pode ser aplicado a tudo.

Não são todas as atividades da empresa que têm resultados imediatos em um primeiro momento. O marketing de conteúdo é uma área onde os resultados vêm de um fluxo contínuo de ações, já que o engajamento é passageiro, e precisa ser constantemente renovado, para que, a estratégia seja recompensadora.

O conteúdo melhora a percepção do público sobre uma marca ao longo do tempo, atraindo-o para outras plataformas de comunicação, que podem envolver outros produtos e serviços. Pensando assim, as empresas devem medir seus resultados com base no engajamento do cliente, gerado pelo marketing de conteúdo, em vez de focar apenas nas vendas geradas.

A medição do comprometimento está diretamente ligada aos resultados futuros de consumo, ao mesmo tempo em que permite o foco em tendências e táticas por trás de um conteúdo, que será mais bem produzido e recebido.

Veja algumas dicas para medir seus resultados.

Tenha paciência. Não se abandona uma estratégia de conteúdo simplesmente porque ela não produz vendas a curto prazo. Uma de suas melhores estratégias de conteúdo pode levar um tempo para alcançar e influenciar leitores, mas, quando conseguir, você ficará satisfeito por não ter abandonado a estratégia apenas por ela não ter gerado receita desde o início.

Considere o conteúdo que está fora das prioridades previamente estabelecidas. Alguns conteúdos ficam no topo dessa lista, enquanto outros podem estar até mesmo fora da mesma. Um grupo de leitores pode acessar seu conteúdo regularmente, mas nunca comprar de você, mas isso não chega a ser um problema. Se o seu conteúdo for interessante o suficiente para ser compartilhado socialmente, o alcance do artigo pode se relacionar diretamente à uma futura venda.

Nem sempre há um valor monetário para cada ação. Os negócios não calculam o valor do sorriso sincero de um funcionário para um cliente na loja, nem o efeito monetário de cada comentário do cliente sobre o produto ou serviço. O melhor conteúdo de marketing simplesmente existe para ser útil, e isso vai gerar fidelidade, e valorizará a impressão do público com relação à marca. Isso vai além dos resultados financeiros.

O lucro e o marketing de conteúdo andam lado a lado. Comece medindo o comprometimento com visitas, sejam as novas ou o retorno de internautas, o compartilhamento social, os comentários e vínculos com formadores de opinião. Enquanto isso, crie um ambiente de conteúdo que deixe o seu público sentir que participa ao invés de ser apenas o alvo. E as vendas acontecerão.

Agência Drop

Nenhum comentário:

Postar um comentário