O Gre-Nal que arruma as duas casas.

O Gre-Nal que arruma as duas casas.

Parabéns, Grêmio! Tua nova casa é linda. Quero dizer, vista de fota. Sei que em breve vou vê-la por dentro, como teu inevitável adversário, oficial ou amistoso. Temos uma longa experiência em trocar visitas, desde a Baixada, passando pelos meus campos de aluguel da Várzea ou da Chácara, até que chegamos aos tempos do concreto: Eucaliptos, Olímpico, Beira-Rio e, agora, Arena.

Felicidades, Grêmio! Sei que será um grande acontecimento. Eu também vou TER a MINHA FESTA, DENTRO DE UM ANO E POUCO. ESTOU ME PREPARANDO PARA RECEBER O MUNDO E, DE QUEBRA, EMPATAR MAIS UM GRE-NAL, QUE AGORA ATÉ MUDOU PARA MELHOR O VELHO DITADO: ARRUMA AS DUAS CASAS! É A NOSSA SINA LEMBRAR RESULTADOS: TU OS TEUS E EU OS MEUS, MAS A VERDADE É QUE NO OLHAR DOS NEUTROS (SE É QUE EXISTEM) VIVEMOS UM GRANDE EMPATE, MAIS QUE CENTENÁRIO, NA VOCAÇÃO DE BEM REPRESENTAR PRIMEIRO O RIO GRANDE, DEPOIS O BRASIL, NOS LIMITES DO MUNDO.

É UM PRAZER TE ABRAÇAR, VELHO GRÊMIO. NÃO TODA SEMANA, É CLARO: QUANDO A BOLA CORRE NA GRAMA, ESTAMOS SEMPRE EM LADOS OPOSTOS. MAS EM UMA FESTA COMO A DE HOJE EU ME SINTO PRESENTE PORQUE, CÁ ENTRE NÓS, NO ESPÍRITO DOS NOSSOS ADEPTOS TUDO ACABA EM GRE-NAL, NAS INVARIÁVEIS E INTERMINÁVEIS COMPARAÇÕES QUE MARCAM A NOSSA VIDA, COMPROVANDO QUE ESSA RIVALIDADE HISTÓRICA SÓ TEM UM LIMITE: A GRANDEZA COMUM.

Cumprimentos do velho rival, o Internacional.

Porto Alegre, 8.12.1012
Giovanni Luigi - Presidente

Talvez você também queira ver...

Postar um comentário