Os dez maiores erros de computação




Computadores nunca foram perfeitos, ainda mais quando se fala do desenvolvimento dos seus softwares. Erros gerados por um programador em uma simples linha de código podem gerar grande caos aos sistemas de computadores. Logo, os erros mais comuns, ou os pequenos erros, são encontrados entre o teclado e a cadeira, e até podem custar bilhões de dólares para as empresas.

10. Bug da Verizon

Em julho de 2006, um erro no sistema da Verizon levou à sobrecarga de cerca de 11.000 clientes na região mid-Atlantic. O erro de programação gerou um custo de cerca de US$ 200 milhões de dólares.

9. Correspondências em Paris

Em 1989, um erro computacional resultou no envio de mais de 40.000 cartas aos cidadãos de Paris acusando-os de crimes como homicídio, extorsão, prostituição e crime organizado.

8. A tela azul do Windows 98

Provavelmente o mais famoso erro computacional do fundador da Microsoft, Bill Gates. Em 1998, durante uma manifestação pública do Windows 98, Gates ficou envergonhado após tentar simplesmente ligar um scanner em seu PC. A platéia ficou assustada com aquele telão azul.

7. O Caso USS Yorktown

A Scientific America em Novembro de 1998 relatou um caso em que um membro da tripulação do cruiser USS Yorktown que faz o controle de mísseis guiados cometeu o trivial erro da "divisão por zero" gerando um brutal erro no software. Os erros em cascata aconteceram em todo cruiser, causando o desligamento do sistema de propulsão e de saída do Yorktown por várias horas.

6. Duplicação de Débito

Em 1994, uma linha de código fez um Banco, em Nova York, deduzir o dobro do montante que os clientes retiraram das máquinas ATM. O código enviava uma cópia da retirada de um segundo sistema de computador, em que o dinheiro era descontado uma segunda vez. Em torno de US$ 5 milhões foram retirados por engano nas contas dos clientes do banco.

5. A falha do Therac 25

No início dos anos 80, um dispositivo chamado Therac 25 foi utilizado na radioterapia de pacientes com tumores cancerígenos. Neste caso, o hardware apresentava uma falha de segurança para evitar danos a um paciente ou médico, porém, o software não funcionava. Ainda pior, técnicos usando a máquina, muitas vezes inseriam a dose errada de radiação; muitas mortes e ferimentos foram causados como resultado.

4. O Famoso Caso Denver

O aeroporto de Denver e seu sistema de bagagem automatizado teve uma atraso no seu projeto de um ano, em meados da década de 90, adiando a abertura do aeroporto a um custo de US$ 234 milhões. O aeroporto com "sistema de bagagens totalmente automatizada" tinha 41,83 Km de pista subterrânea, milhares de carrinhos, que eram todos controlados por um mainframe programado com entrega instantânea. Bugs atrasaram a abertura do aeroporto, bem como o sistema que nunca funcionou perfeitamente. Em um esforço para evitar a perda de receita, o sistema foi abandonado.

3. A NASA e a Mars Climate Orbiter

Em 1999, a Mars Climate Orbiter foi pro espaço, ou melhor, não foi por uma falha computacional gerando um custo de os 125 milhões dólares que hoje em dia é tido como "perdido" por funcionários da NASA. Acontece que a NASA não tinha especificado o sistema de medição do dispositivo, e uma de suas equipes de engenheiros trabalham em medições diferentes de outra equipe. Quando um módulo, no dispositivo, passava informações para o outro, o sistema não foi capaz de processá-las e a parafernália da Nasa simplesmente desligou.

2. Pepsi nas Filipinas

Em Maio de 1992, rolou uma promoção da Pepsi nas Filipinas, em que, eles ofereceram um prêmio de um milhão de pesos (cerca de R$ 85.000) para a sorte dos clientes que encontrassem o número 349 impresso na parte inferior da tampinha de sua garrafa. Devido a um "erro de software", 800000 tampinhas foram impressas com o número do vencedor em vez de apenas uma. A Pepsi ofereceu pagar apenas 20 dólares aos vencedores; no entanto, o público se revoltou com a propaganda enganosa e jogou bombas nas instalações de engarrafamento da Pepsi. Duas pessoas morreram em motins, e funcionários Pepsi tiveram que sair do país. Alguns "vencedores" prosseguiram com seu pedido através dos tribunais, o que resultou no pagamento da Pepsi em milhões de dólares de compensação.

1. O grande blackout americano

Um bug acarretou em problemas para trás do pior sistema de falhas de energia na história norte-americana, o Northeast Blackout de 2003. Depois de examinar milhares de linhas de código, o problema foi encontrado em um utilitário da empresa que fazia o acompanhamento e gestão do software, a falha forçou 100 usinas a encerrar suas operações e resultou na perda de electricidade a mais de 50 milhões de lares. As perdas foram estimadas em 6 bilhões de dólares.

Talvez você também queira ver...

Postar um comentário