Por que as newsletters são mais importantes do que o Facebook?

O e-mail pode ser uma das ferramentas sociais mais eficazes para conquistar credibilidade dos consumidores
Newsletter
Os empreendedores sempre questionam sobre a futilidade de investir recursos em um serviço que não traz retorno financeiro diretamente. É uma questão válida se considerarmos que muitos que criam newsletters para empresas passam duas horas diárias curando conteúdo para os assinantes.

Então, qual o raciocínio por trás do investimento em algo que não traz retornos tangíveis? A resposta é: credibilidade social.

Antes de elaborar a resposta, é importante frisar a importância das newsletters. Segundo um estudo recente feito pela Radicati, há aproximadamente 2,9 bilhões de usuários de e-mail no mundo. Isso é mais do que os usuários do Facebook e do Twitter juntos.

Com tanto alcance, é surpreendente que o marketing de e-mail não seja discutido na mesma medida que o marketing de social media ou SEO. Se "social media" pode ser uma indústria, o marketing de e-mail também pode.

Além do alcance, outra razão importante é a descentralização do controle. Diferentemente da social media, onde o Facebook e o Twitter têm o controle discreto de qual conteúdo é visto ou não pelos usuários, o e-mail é basicamente uma lista cronológica de um conteúdo que precisa ser visto pelo usuário de um jeito ou de outro.

Claro, existem controles parecidos em e-mails, como o inbox tabs do Gmail. Mas para a maioria dos usuários e propósitos, o layout do inbox é o mesmo e continuará sendo. Isso representa uma oportunidade incrível para construir credibilidade.

A taxa de abertura de um e-mail depende do nome do remetente e do assunto do e-mail. Um estudo recente conduzido pelo MailerMailer mostrou que personalizar o campo "assunto" do e-mail ajuda a aumentar a taxa de abertura em 3%.

O nome do remetente também tem um papel importante, já que a taxa de abertura corresponde à credibilidade que ele tem. É por isso que os spams de um "Barack Obama" ganham taxas de abertura maiores do que de um simples Joe.

Depois dessas considerações, fica quase óbvia a importância de uma newsletter para os negócios. Consumidores estão mais propensos a confiar em uma empresa que envia e-mails periódicos do que aquelas que coletam e-mails só para distribuir mensagens de marketing. E quando se constrói uma relação de confiança, você ganha uma fidelidade para a vida.

É hora dos anunciantes pararem de achar que só o Facebook e o Twitter são um meio para a comunicação social. O e-mail, uma das primeiras plataformas digitais da comunicação, ainda é uma das grandes plataformas sociais. Se os negócios investirem nesse meio, terão mais chances de conquistar um consumidor leal do que teriam no Facebook.

ANAND SRINIVASAN
Social Media Today
ProXXIma

Nenhum comentário:

Postar um comentário