60 Anos de James Bond: Parte 2 - Cinema

James Bond 007 Opening
Depois do sucesso na literatura, o agente secreto 007 ganhou licença para matar também no cinema, onde o sucesso de James Bond alcançou o mundo inteiro, com mais de vinte longa-metragens.

Algumas vezes, os carros roubaram a cena. Com seus aparatos tecnológicos ou com suas piruetas realizadas "no improviso" por James Bond, conseguiram um feito que só atores ou atrizes até então haviam conseguido: uma estrela no "Hall Of Fame" do cinema.

Sean Connery as James BondFilmes oficiais

James Bond já foi interpretado por seis atores na série oficial: Sean Connery, George Lazenby, Roger Moore, Timothy Dalton, Pierce Brosnan e Daniel Craig.

Em 1962, foi criado o primeiro filme, "007 Contra o Satânico Dr. No", com o personagem James Bond interpretado pelo então semi-desconhecido ator escocês Sean Connery. A película foi feita com apenas um milhão de dólares, um orçamento baixo, mesmo para a época.

Inesperadamente, a obra cinematográfica estourou nas bilheterias de todo o mundo, transformando Sean Connery num ícone dos anos 1960, e, com a sua espectacular popularidade internacional, fez surgir uma histeria mundial, a bondmania, vinda da Inglaterra, que, mais tarde, lançaria outra novidade, a beatlemania.

Alguns dos fatores de maior empatia da série com o público, além do carisma e do charme de seu personagem principal, têm sido os mirabolantes vilões, os gadgets mortais de alta tecnologia, as canções-tema e as maravilhosas bond-girls.

George Lazenby as James BondFilmes não-oficiais

James Bond também estrelou três filmes não pertencentes à franquia. Em 1954, uma adaptação para a televisão de "Casino Royale" teve Barry Nelson no papel do espião. Em 1967, "Casino Royale" também foi uma paródia, com David Niven, que, coincidentemente, era o ator que Ian Fleming preferia antes de Sean Connery ser escolhido. "Never Say Never Again", de 1983, foi um remake de "Thunderball" e foi protagonizado por Sean Connery.

Paródias

James Bond virou referência no gênero da espionagem, com diversos filmes sarcásticos. Os mais conhecidos foram a série "Austin Powers", criada pelo canadense Mike Myers, iniciada em 1997, e que teve títulos como "Austin Powers: International Man of Mystery", "Austin Powers: The Spy Who Shagged Me" e "Austin Powers in Goldmember".

As paródias incluem também seriados de televisão durante a bondmania, nos anos 1960, como "Agente 86", "Sou Espião", que mencionou os filmes de 007 em um de seus episódios, "James West" e "O Agente da U.N.C.L.E.", além de diversos outros filmes, como "Flint", "Perigo Supremo", "Spyhard" e "Johnny English".

Roger Moore as James BondOs vilões

O pioneiro Dr. No foi interpretado por Joseph Wiseman. Goldfinger foi vivido por Gert Fröbe. Ernst Stavro Blofeld, líder da organização criminosa Spectre, foi interpretado em várias oportunidades por Donald Pleasance, Telly Savallas e Charles Gray.

Em "O Homem da Pistola de Ouro", Francisco Scaramanga, famoso por possuir três mamilos, foi vivido por Christopher Lee. Já Nick Nack, o anão, foi interpretado por Hervé Villechaize. Jaws, o gigante de "O Espião Que Me Amava" e "Moonraker", foi vivido por Richard Kiel.

Em "Octopussy", Louis Jourdan fez o papel de Kamal Khan. Em "O Mundo Não é o Bastante", Robert Carlyle interpretou Renard, o principal vilão. Le Chiffre, de "Casino Royale", foi vivido por Mads Mikkelsen, e Raoul Silva, de "Skyfall", foi interpretado por Javier Bardem.

Timothy Dalton as James BondTecnologia

Todos os gadgets utilizados por James Bond são produzidos no laboratório de pesquisas do MI-6, pelo agente "Q", o gênio inventor da agência de espionagem. O personagem é interpretado por Desmond Llewelyn, que foi o ator que mais participou dos filmes de James Bond: só não participou de "Dr. No" e "Live and Let Die", onde o personagem apenas recebe uma menção. O ator faleceu num acidente de automóvel no fim de 1999.

Entre esses artefatos, destacam-se a Lotus Esprit, o carro-submarino com lançador de mísseis de "O Espião Que Me Amava", o Aston Martin DB5 com chapa blindada à prova de balas que protegia o vidro traseiro, de "Goldfinger", o mini-helicóptero desmontável "Little Nellie", "Você Só Vive Duas Vezes", e o jipe lunar, que não foi criado por "Q", mas pela NASA, em "Diamantes São Para Sempre".

As vinhetas de abertura dos filmes, onde James Bond aparece atirando na tela, criadas pelo artista gráfico Maurice Binder, tornaram-se uma atração à parte dentro do próprio filme, e revolucionaram o design cinematográfico nos anos 1960 e 1970.

Pierce Brosnan as James BondCanções

As canções-título também marcaram época, como "Goldfinger", "Diamonds Are Forever" e "Moonraker", na voz da cantora britânica Shirley Bassey. Estas e outras canções, como "Nobody Does It Better", tema de "The Spy Who Loved Me", foi cantada por Carly Simon, e "Goldeneye", interpretada por Tina Turner, ajudaram os filmes de James Bond a se tornarem os mais populares filmes de aventura e espionagem em todo o mundo.

No filme "Live and Let Die", de 1973, Paul McCartney interpreta a canção homônima ao filme. A música-tema do filme "For Your Eyes Only", foi interpretada por Sheena Easton.

A canção tornou-se um sucesso nas paradas e foi indicada ao Oscar e o Globo de Ouro. Easton tornou-se a única artista a participar da sequência de créditos, porque o artista Maurice Binder gostou da aparência de Easton e resolveu incluir a cantora nos créditos.

Daniel Craig as James BondBandas famosas como Duran Duran, em "A View to a Kill", também indicada ao Globo de Ouro e número um na Billboard Hot 100, e A-Ha, com "The Living Daylights", também interpretaram músicas-tema no auge de suas carreiras.

Madonna também teve uma canção na abertura de "Die Another Day", e em 1999, o grupo Garbage também colaborou em "The World is Not Enough", com uma canção com mesmo nome do filme.

O cantor Chris Cornell, ex-integrante das bandas Audioslave, Soundgarden e Temple Of The Dog, foi o responsável pela canção-tema "You Know My Name", em "Casino Royale", de 2006.

Em 2008, para o filme "Quantum Of Solace", a cantora Alicia Keys e o cantor Jack White cantaram, juntos, a música "Another Way To Die". Para "Skyfall" foi chamada a cantora britânica Adele, com uma música-tema homônima para o longa.

Bond girls
James Bond Girl "Honey Rider" Ursula Andress
As namoradas do agente especial 007, que trouxeram aos filmes um ar de sofisticação, beleza e sensualidade, são a sua marca registrada.

Entre goles de champagne Bollinger e Dom Pérignon, lençóis de seda inglesa, peles de raposa, tapetes persas, castelos e cenários paradisíacos ao redor do planeta, a série lançou ao mundo as atrizes Ursula Andress, Grace Jones, Honor Blackman, Mie Hama, Diana Rigg, Jill St. John, Jane Seymour, Britt Ekland, Barbara Bach, Lois Chiles, Carole Bouquet, Eva Green, Maud Adams e Denise Richards, entre muitas outras.

Confira os outros episódios da série:

Parte 1 - O Início
Parte 2 - Cinema
Parte 3 - Os Carros
Parte 4 - Dr. No
Parte 5 - From Russia With Love
Parte 6 - Goldfinger
Parte 7 - Thunderball
Parte 8 - You Only Live Twice
Parte 9 - On Her Majesty's Secret Service
Parte 10 - Diamonds Are Forever
Parte 11 - Live And Let Die
Parte 12 - The Man With The Golden Gun
Parte 13 - The Spy Who Loved Me
Parte 14 - Moonraker
Parte 15 - For Your Eyes Only
Parte 16 - Octopussy
Parte 17 - A View To A Kill
Parte 18 - The Living Daylights
Parte 19 - Licence To Kill
Parte 20 - GoldenEye
Parte 21 - Tomorrow Never Dies
Parte 22 - The World Is Not Enough
Parte 23 - Die Another Day
Parte 24 - Casino Royale
Parte 25 - Quantum Of Solace
Parte 26 - Skyfall
Parte 27 - Top Gear Special: 50 Years Of Bond Cars
Parte 28 - Programa Volante: Especial da SIC
Parte 29 - Fifth Gear Special: James Bond Cars
Parte 30 - Hunt, James Hunt
Parte 31 - Batido, não mexido
Parte 32 - Quem faria parte de seu filme?
Parte 33 - Seja o agente secreto 007

Talvez você também queira ver...

Postar um comentário