O diário da mulher e do homem

O DIÁRIO DELA:

No domingo a noite ele estava estranho. Combinamos de nos encontrar no bar para tomar um drink. A conversa não estava muito animada, de maneira que pensei em irmos a um lugar mais íntimo. Fomos a um restaurante e ele AINDA agindo de modo estranho. Perguntei o que era, e ele disse que não era eu.

Mas não fiquei muito convencida. No caminho para casa, no carro, disse-lhe que o amava muito e ele limitou-se a passar o braço por cima dos meus ombros. Finalmente chegamos em casa e eu já estava pensando se ele iria me deixar! Por isso tentei fazê-lo falar, mas ele ligou a televisão e sentou-se com um olhar distante que parecia estar me dizendo que estava tudo acabado entre nós. Por fim, embora relutante, disse que ia me deitar.

Mais ou menos 10 minutos ele foi se deitar também e, para minha surpresa, correspondeu aos meus avanços, e fizemos amor. Mas ele ainda parecia muito distraído e comecei a chorar. Chorei até adormecer. Já não sei o que fazer.

Tenho quase certeza que ele tem alguém e que a minha vida é um autêntico desastre.

O DIÁRIO DELE:

Meu time perder. Fiquei chateado a noite toda. Ao menos dei “umazinha”.

Mas ainda tô chateado… timinho de merda!

Talvez você também queira ver...

Postar um comentário