Lei Seca

Opinião de Maurocy Kolberg, ex-colega de profissão, que mora em Sttutgart, na Alemanha:

"Sobre a Lei Seca, tenho acompanhado pela Gazeta as mais diversas e equivocadas manifestacoes, normalmente partem daqueles que se julgam mais espertos e "imunes" ao efeito do alcool. "Todo mundo" querendo se apoiar em cima do "bombom de licor" para contestar a Lei.

É certo que alguns ajustes serao feitos de acordo com a natureza e realidade dos fatos. Cara, só cadeia, porque dinheiro a maioria que anda aprontando tem e sempre teve para se safar dos crimes no transito. Tem que ter processo e cadeia, só assim para enquadrar esse pessoal que anda tirando a vida de pessoas inocentes no transito.

No Brasil tem que ser tolerancia zero, esse povo tem mania sempre de reclamar e querer dar um jeitinho pra se safar de suas responsabilidades. Quem se adequar a essa Lei aí, pode vir dirigir tranquilo aqui na Alemanha que nunca vai ter problema, do contrário a tolerancia aqui é "-1".

Aqui os caras interceptam os caras em movimento claro que eles tem BMW , Mercedes...etc para poder seguir os loucos que as vezes acham que sao espertos. Nao tem conversa. O cara vai procurar os direitos dele na justica, com a policia nao tem conversa. Tudo filmado e registrado.

Tem situacoes em que só a multa safa o cara quando o carro é apreendido, mas para isso ele tem que pagar a multa diretamente aos policiais que já dao o recibo eletronico, tudo feito on-line na hora da infração. O cara pode usar Visa, Cartao de débito etc...ou se preferir pagar em dinheiro ou dar um pulo num cx eletronico. Do contrário o carro fica preso. Se nao tiver como pagar, é problema do cara como ele vai fazer pra voltar pra casa...hahahah.

Aqui no momento que vc assina a carteira significa que está ciente das leis do transito, nao pode alegar ignorancia na hora da infracao.

Como tudo no Brasil, sempre que sai uma regra nova o brasileiro esperneia, tem uns que acham que sao mais que outros e podem fazer do jeito que lhes convém melhor."

Nenhum comentário:

Postar um comentário