Conheça o BioShift, câmbio automático para bicicletas

BioShift Automatic Shifting System
O BioShift é um sistema que torna a troca de marchas em uma bicicleta um processo automatizado, sem a intervenção do ciclista. Desenvolvido pela empresa americana Baron BioSystems, usa um conjunto Shimano Di2 eletrônico.

Antes de pedalar, é necessário programar o sistema. Para isso, diversos parâmetros específicos do ciclista e detalhes da transmissão da bicicleta são passados para o aparelho que está preso no guidão.

A partir daí, sensores de velocidade e cadência e um medidor de força transmitem dados ao sistema, que, através de um algoritmo, determina se uma troca de marcha deve ser efetuada ou não.

O Bioshift também foi preparado para evitar combinações de engrenagens dianteira e traseira que gerem um enorme comprimento de corrente e restringir as trocas em certos momentos, como uma subida de montanha, onde a troca de relação no câmbio dianteiro não irá mudar, privilegiando o torque.

O sistema ainda está sendo desenvolvido, e o objetivo da empresa é desenvolver uma versão mais simples e integrada desta tecnologia para bicicletas equipadas com câmbio eletrônico no futuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário