Roma organiza mostra sobre movimento Punk


Irreverente e atrevido, o movimento punk, que marcou toda uma geração, no final de 1970, teve também, na Europa, influência nas artes visuais. É essa influência que pode ser vista em uma exposição em Roma. "Europunk" é o título da mostra que propõe um percurso pelo período mais frutífero da música punk (1976-1980) com especial atenção a influência na arte através de mais de 500 peças, muitas delas inéditas.

A exposição "Europunk" apresenta até 20 de março, na Villa Médicis, na capital italiana, cartazes, revistas, roupas, capas de discos e de filmes do movimento punk europeu dos anos 70. Os visitantes podem conferir a primeira aparição televisiva do grupo inglês Sex Pistols, em 1976, que marcou o início da punk music.

"Existia no final do século XX a ideia que qualquer um poderia ser artista, que as imagens se compõem através de outras imagens, e o punk é o primeiro movimento que fez isto no âmbito público, não só para a arte em si, mas para toda a sociedade", explicou o comissário da exposição, Éric de Chassey.

A mostra espera dar reconhecimento a essa expressão artística que ainda divide opiniões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário