Max Mosley desistiu! Façam suas apostas!

Em reunião do Conselho Mundial do Esporte a Motor, na cidade de Paris, Max Mosley anunciou que não concorre à reeleição da presidência da FIA. A decisão deve ter sido tomada por ele provavelmente, depois de uma longa conversa com Bernie Ecclestone. "Bernie joga só pra ganhar. É um negociante nato, viveu mais de 40 anos no esporte e seu casamento até acabou por causa da Fórmula 1", disse o mestre Edgard Mello Filho ontem, no programa Linha de Chegada, do SporTV.

"Não haverá racha. Não gostaria de sair da presidência da FIA no meio de uma crise, queria resolve-la antes de deixar o cargo", disse Mosley, após a reunião, confirmando as esperanças de todos que não gostariam de ver duas categorias paralelas no ano que vem. Bernie Ecclestone, presidente da Formula One Management, disse que "prevaleceu o senso comum" e se sente muito feliz depois que as "diferenças foram resolvidas".

Max Mosley poderia muito bem se reeleger, fácil, fácil. O problema é que ele não quer mais saber de ser o estopim da implosão da Fórmula 1. No entanto, pode lançar alguém de sua confiança. Bernie Ecclestone poderia também lançar um novo candidato.

Lembrando que quem elege o presidente da FIA não são os dirigentes da Fórmula 1, são as confederações nacionais e os automóveis clubes.

Agora, lanço a pergunta: quem deve ser o próximo presidente da FIA? Vou fazer minhas apostas. Jackie Stewart, nome forte no circo da Fórmula 1, dando sua opinião sobre a crise na Fórmula 1 em diversas oportunidades. Jean Todt também é cogitado, uma vez que deixou a direção da equipe Ferrari e entende da política da Fórmula 1. Michel Boeri, do Automóvel Clube de Mônaco, também é forte candidato. Ari Vatanen, finlandês, campeão de Rally, é mais um na minha lista.

Há uma enquete ao lado. Vote e dê sua opinião em um comentário.

Talvez você também queira ver...

Postar um comentário